Publicidade
Manaus Hoje
Município de Tefé

Polícia prende em Tefé homem que estuprou e matou garota de programa estrangulada

Eduardo Lopes Carvalho, 22, confessou o crime. Ele usou o sutiã e a alça da bolsa da vítima para assassiná-la 30/09/2016 às 15:17 - Atualizado em 30/09/2016 às 15:24
Show unnamed
O corpo da mulher foi encontrado em um quarto por funcionários de uma pousada (Divulgação)
acritica.com

A Polícia Civil do Amazonas prendeu nesta quinta-feira (29), em Tefé, Eduardo Lopes Carvalho, 22, autor do estupro seguido de homicídio da uma garota de programa. A vítima, Marcela do Carmo Neves, tinha 35 anos. O crime ocorreu também quinta-feira, em uma pousada localizada na rua Raimundo Pires, Vila Buriti, em Tefé, município distante 523 quilômetros em linha reta de Manaus.

De acordo com o delegado Rodrigo Torres, titular da unidade policial de Tefé, na noite anterior ao delito, quarta-feira dia 28, por volta das 22h, Eduardo teria se encontrado com a vítima em uma pousada, onde manteriam relações sexuais. Já no quarto, em um determinado momento, Marcela teria voltado atrás da decisão e, por conta disso, o infrator teria começado a agredi-la.

“O infrator passou a asfixiá-la com as mãos e, em seguida, estuprou a mulher. Eduardo estrangulou Marcela com a alça da bolsa dela e utilizando o sutiã que a mulher usava. Após a prática criminosa, o jovem deixou o local normalmente, por volta das 2h, e seguiu para a casa onde morava. O corpo da mulher foi encontrado no quarto por funcionários da pousada. Eles acionaram a equipe da DIP de Tefé e revelaram as características físicas e roupas do acompanhante da garota de programa”, explicou Torres.

A autoridade policial afirmou a equipe da DIP de Tefé conseguiu, por volta das 19h, interceptar o infrator em uma feira, onde ele trabalhava. Ao longo de depoimento na delegacia, o jovem confessou a autoria do crime. Ele foi autuado em flagrante por estupro e homicídio triplamente qualificado e foi levado à Unidade Prisional de Tefé (UPT), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Publicidade
Publicidade