Publicidade
Manaus Hoje
VINGANÇA

Polícia prende homem que matou padrasto para defender a mãe agredida, em Manaus

Segundo a polícia, o padrasto tinha o costume de agredir a mãe do infrator. “Ele chegou em casa e encontrou a mãe com o rosto desfigurado” 19/10/2017 às 11:29 - Atualizado em 19/10/2017 às 11:55
Show 15
Foto: Jander Robson/Divulgação
Dani Brito Manaus (AM)

O marmorista John Lennon Moraes Vieira, de 27 anos, foi preso nessa quarta-feira (18), em Manaus, apontado pela Polícia Civil como autor da morte do padrasto dele, José Edivaldo dos Santos Lobato, 38. O crime aconteceu no dia 29 de março deste ano, no bairro Colônia Terra Nova, na Zona Norte de Manaus.

A motivação do crime, segundo a polícia, foi vingança, já que José Edivaldo tinha o costume de agredir fisicamente a mãe do infrator, Maria Luz Leite, de 42 anos. Na época, o Portal A Crítica apurou que José Edivaldo, embriagado, ainda havia esfaqueado Maria Luz durante uma discussão.


Foto: Jander Robson

“Neste caso, esse rapaz agiu pela emoção. Ele chegou em casa, encontrou a mãe com o rosto totalmente desfigurado e por isso se revoltou contra o padrasto. Apesar do que houve, temos a convicção de que John não apresenta nenhum grau de periculosidade a sociedade”, disse o delegado da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Torquato Mozer.

John Lennon foi preso na tarde de ontem (18), na avenida do Turismo, no bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus, em cumprimento a mandado de prisão temporária. Durante coletiva de imprensa, o rapaz visivelmente emocionado disse que estava arrependido e que só fez as agressões ao padrasto porque não suportou ver a mãe machucada.


Foto: Jander Robson

O dia do crime

No dia do crime, John Lenonn correu atrás do padrasto após a confusão e o agrediu com socos e chutes até o mesmo cair no chão. Em seguida, Jhon Lenoon pegou uma pernamanca e desferiu ao menos quatro golpes no crânio do padrasto, que morreu na hora.

A mãe agredida, Maria Luz, foi internada na época e precisou passar por cirurgia para reconstrução da face.

*Colaborou o repórter Fábio Oliveira

Publicidade
Publicidade