Publicidade
Manaus Hoje
Pro-Morar

Polícia prende suspeito e procura comparsa envolvido em roubo no bairro Alvorada 2

A bordo de uma moto e simulando estarem armados, os dois roubaram a carteira e o celular de uma pessoa em via pública. Segundo a polícia, eles podem estar envolvidos em mais roubos 18/08/2016 às 20:27 - Atualizado em 18/08/2016 às 20:35
Show unnamed  1
Quem quiser colaborar com a polícia, pode ligar para os números (92) 3214-2026 (Divulgação)
acritica.com

A Polícia Civil do Amazonas prendeu em flagrante no início da tarde desta quinta-feira (18), em Manaus, Antônio Carlos Gonçalves Lira, 19, envolvido em um roubo ocorrido no início da manhã de hoje na segunda etapa do bairro Alvorada, conjunto Pro-Morar na Zona Centro-Oeste.

A prisão foi realizada por uma equipe do 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP), sob do comando do delegado Paulo Benelli. Segundo ele, Antônio e um comparsa, que está sendo procurado, estavam em uma moto quando abordaram a vítima, que caminhava na rua E-17. Simulando estarem armados, eles roubaram a carteira e o aparelho celular do transeunte, que teve a identidade preservada.

“Nós chegamos até Antônio após verificarmos as imagens captadas pelas câmeras do sistema de segurança próximas ao local do roubo e a partir da descrição física que tínhamos da dupla e das características da motocicleta. Felizmente conseguimos localizar Antônio e apreender o veículo utilizado na ação criminosa”, argumentou Benelli.

Conforme o delegado, Antônio foi preso na casa onde morava, no bairro Compensa, Zona Oeste. “Devido ao modo de operação dos infratores, acreditamos que eles sejam autores de outros roubos recentes nos bairros Alvorada, Compensa e Redenção”, ressaltou Paulo Benelli. Antônio foi autuado em flagrante por roubo majorado e será conduzido à cadeia pública de Manaus.

O delegado Benelli pediu que as imagens de Antônio e da moto sejam divulgadas, a fim de serem reconhecidos por outras vítimas e que também levem ao outro suspeito. Quem quiser colaborar, pode ligar para o 10º DIP pelos números (92) 3214-2026. A Polícia Civil assegura o sigilo da identidade dos informantes.

Publicidade
Publicidade