Domingo, 19 de Maio de 2019
ROUBO COM MORTE

Polícia trabalha para identificar autores de latrocínio contra promotor de justiça

Paulo Cardoso de Carvalho reagiu a tentativa de assalto a casa dele, no conj. Beija-Flor, Pq. das Laranjeiras, na Zona Centro-Sul, e acabou morto



21/01/2017 às 12:27

A Delegacia Especializada em Roubo, Furtos e Defraudações (Derfd) e a Delegacia de Homicídios estão com equipes em campo para identificar os autores do latrocínio do promotor de justiça aposentado Paulo Cardoso de Carvalho, ocorrido na última sexta-feira (20).

O titular da Derfd, delegado Adriano Félix, afirmou que as imagens das câmeras de segurança da casa do promotor serão analisadas e vão poder ajudar a identificar os autores do crime. Até o momento, a polícia ainda não tem mais detalhes sobre quem seriam os assassinos. “Nós estamos analisando cada imagem, mas precisamos investigar mais para chegar a autoria do crime”, destacou Adriano Félix.

O promotor Paulo Cardoso reagiu a uma tentativa de assalto a casa dele, no conjunto Beija-Flor, no Parque das Laranjeiras, na Zona Centro-Sul, e acabou baleado com dois tiros no abdômen. Ele morreu ao chegar no hospital.

Conforme imagens do circuito interno da casa da vítima, pelos menos três homens estavam em carro modelo Uno Vivace, de cor branco e placas não identificadas. Nas imagens, é possível ver dois deles descendo do veículo e um deles retira a arma da cintura e aponta para o promotor. Paulo Cardoso reage e, após os tiros, os dois suspeitos entram no carro e fogem. Um dos suspeitos do crime também teria sido baleado, mas a polícia não conformou a informação. 

Notável colega

Paulo Cardoso era diretor de secretaria da Associação do Ministério Público (AAMP), eleito para o biênio 2015/2017. Em nota, a associação informou que não medirá esforços juntos as autoridades competentes para elucidar o crime. “A AAMP envidará esforços junto às autoridades competentes, para que haja celeridade na elucidação do crime e a responsabilização rigorosa de todos os envolvidos”, diz trecho da nota assinada pela diretoria da AAMP. A associação também se solidarizou com os familiares da vítima e lamentou a perda precoce do promotor. 

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) também divulgou uma nota de pesar onde destaca o profissionalismo do promotor. “Ao longo de sua brilhante carreira ministerial, o doutor Paulo Carvalho sempre honrou e dignificou o nome desta instituição, pelo que desde já se lhe rendem todas as devidas homenagens”, informa.

O MP-AM também afirma que está empenhado em elucidar o ocorrido junto com a polícia. “O Ministério Público está empreendendo, junto com as demais autoridades envolvidas com a segurança pública, todos os esforços no sentido de aclarar o ocorrido e buscar a justa responsabilização dos autores”.

Velório do promotor

O corpo do promotor começou a ser velado no auditório Carlos Alberto Bandeira de Araújo, na sede do Ministério Público do Amazonas, na Zona Oeste de Manaus, mas a família e os amigos preferiram não comentar sobre o crime. Ele será sepultado às 16h30 deste sábado (21), no Cemitério São João Batista, na Zona Centro-Sul da capital amazonense.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.