Publicidade
Manaus Hoje
RECADO

População da Zona Centro-Sul de Manaus reclama de assaltos constantes

Nas avenidas Darcy Vasgas e Theomário Pinto foi colocado um aviso de "perigo" para alertar as pessoas dos riscos de assaltos, principalmente à noite 20/02/2017 às 05:00 - Atualizado em 20/02/2017 às 10:43
Show perigo3333
Poste foi usado para alertar o povo que precisa passar ao lado do mato. Foto: Aguilar Abecassis
Kelly Melo Manaus

Um aviso de “perigo” está chamando a atenção de pedestres que passam pelas avenidas Darcy Vargas e Theomário  Pinto, no bairro Chapada, na Zona Centro-Sul de Manaus. Colocada há poucos dias, a placa é para alertar  as  pessoas dos riscos de assalto no local, principalmente no período noturno.

O recado “Perigo assaltante escondido no mato” foi fixado em um poste próximo a Bola das Letras, ao lado de uma área verde. De acordo com os moradores, foram os próprios moradores que decidiram alertar as pessoas devido a incidência de roubos e furtos que têm acontecido no local.

O industriário Tiago Maciel, 28, relatou que  faz esse trajeto quase todos os dias para ir ao trabalho. Segundo ele, os relatos de pessoas que sofrem assaltos no local são constantes. “O problema é que por dentro dessa área verde tem uma trilha que leva até a avenida Constantino Nery e algumas pessoas se arriscam a cortar caminho por ela. Os criminosos se aproveitam disso e atacam”, contou. “A gente sempre vê pessoas suspeitas saindo daí de dentro”, acrescentou ele.

Funcionários de posto de combustível que fica próximo ao local afirmaram que os assaltos acontecem a qualquer hora do dia. As mulheres são os principais alvos dos bandidos. “Quando passa uma mulher, eles puxam a bolsa e saem correndo. Eles se escondem no mato e pegam todo mundo de surpresa”, contou uma frentista que preferiu não se identificar.

Outra funcionária do posto contou que presenciou pessoas correndo e gritando após terem sido assaltadas. “Até aqui a gente trabalha com medo do que possa acontecer”.

O comandante da 22ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Eduardo Esteves, afirmou que o policiamento tem sido realizado na área. Segundo ele,  a região não é considerada perigosa. “Até o momento, esse tipo de denúncia não chegou até nós, mas ainda nesta segunda-feira vou conversar com os moradores”.

Polícia promete patrulhar
Mesmo assim, Esteves garantiu que vai conversar com os moradores para verificar desde quando o problema vem ocorrendo pois, de acordo com ele, até o momento, nenhuma denuncia sobre foi formalizada para a  22ª Cicom.

Publicidade
Publicidade