Quarta-feira, 01 de Dezembro de 2021
Sem vítimas

Prédio construído em cima de bueiro desaba no Centro de Manaus

A rua foi interditada e técnicos da secretaria de obras estão no local. De acordo com o Corpo de Bombeiros, não foi registrado nenhuma vítima ou ferido



18/11/2021 às 19:32

Um prédio onde funcionava uma sapataria desabou na noite desta quinta-feira (18), na rua Henrique Martins, no Centro Histórico de Manaus.  

Na área em frente ao prédio havia uma antiga galeria que se abriu em cratera. O local passava por uma obra da Seminf para a construção da rede de   drenagem. A obra está orçada em R$ 347,6 mil e estava sendo executado pela empresa Tecnoarte da Amazônia Construção Civil.



De acordo como Bruno Pinheiro, diretor da Associação Comercial do Amazonas (ACA), o problema na região já se arrasta há um ano e meio. “Dois imóveis já foram demolidos e esse desabou. Tudo isso aconteceu por causa de um problema na galeria fluvial. Isso prejudica o comércio, os pedestres e os comerciantes da área”, destacou Pinheiro.

Para a manicure Eli Coba, que estava trabalhando em um prédio ao lado foi um momento de susto durante o desabamento. “Estava no salão trabalhando, ouvi um estrondo. Sai correndo, tremeu o prédio o qual eu estava. Graças a Deus não aconteceu nada com ninguém, pois há 11 dias atrás tinha gente por aqui”, afirmou Coba.

Agentes do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) estiveram no local para verificar a situação, mas foram embora após uma rápida vistoria. Policiais militares estiveram no local também.

Saiba mais

Em nota, a Seminf informou que o prédio estava totalmente desocupado e sem trabalhadores no local. O imóvel estava interditado pelo Implurb  desde o início das obras. 

“A área também foi interditada pela Defesa Civil do município, e dentro do perímetro demarcado, a Seminf está fiscalizando os trabalhos de implantação das novas galerias de águas pluviais. O local está sendo monitorado 24 horas e o incidente não ocasionou nenhum dano à obra ou ao entorno”, informou.

Conforme o engenheiro Igor Mendes, fiscal da Seminf, o prédio estava com a fundação exposta e já estava prevista a possibilidade do imóvel vir a ruir. As fortes chuvas registradas nos últimos dias na cidade, contribuíram para erodir o solo, ocasionando o sinistro


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.