Segunda-feira, 22 de Julho de 2019
a casa caiu

Preso com 150 kg de skunk, traficante tenta intimidar polícia dizendo ser 'chefão' da FDN

Helinton Cabral, o 'Velinho', foi preso, junto com dois comparsas, 150 kg de um tipo de maconha, avaliada em R$ 650 mil. Ele assumiu a facção após a prisão de Erick Simões, o 'CD'



FotorCreated.jpg 'Velinho', ao centro, era o atual 'chefão' da facção. Foto: Divulgação
25/05/2016 às 16:19

Seis dias depois da prisão de Erick Leão Simões, o “CD”, que atualmente era o líder da facção criminosa Família do Norte (FDN), o seu sucessor Heliton Cabral, vulgo “Velhinho”, foi preso com 150 quilos de skunk por policiais da Secretaria Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai), no bairro Tarumã, Zona Oeste, na noite de terça-feira (24). A droga está avaliada em mais de R$ 650 mil.

Dois comparsas identificados como José Hudson Valério Queiroz e Amoes Alves de Souza também foram presos. As informações são do delegado Mário Paulo, da Seai. De acordo com ele, após investigações, a polícia interceptou dois veículos, sendo um Pálio Weekend e um Picanto, na ponte do Tarumã. O trio ainda tentou fugir, mas os policiais efetuaram disparos nos pneus e evitaram a fuga.

Segundo o delegado, Heliton, o “Velhinho”, tentou dar ré no carro com intuito de bater nos carros dos policiais, mas os disparos foram efetuados e o carro dele parou. “Depois disso, ele saiu do carro e fugiu entrando na mata, mas nós corremos e o pegamos logo em seguida”, explicou. Heliton sofreu escoriações pelo corpo e teve de ser levado ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) da Compensa, de onde tentou fugir também.

Conforme o delegado Mário Paulo, durante a ida para a sala de raio-x, “Velhinho” usou uma porta que dá acesso à parte externa da unidade de saúde e fugiu. “Nós não podemos entrar na sala de raio-x e ele aproveitou isso e fugiu por outra porta, mas logo prendemos ele novamente a uns mil metros já fora do SPA”, contou. O traficante estava escondido debaixo de um dos carros em um estacionamento perto do SPA.

Paulo informou ainda que “Velhinho” ainda tentou intimidar os policiais durante a abordagem no Tarumã, dizendo que era do alto escalão da FDN. Segundo o delegado, as investigações da Seai apontam que Heliton assumiu o comando da facção criminosa, após a prisão do CD, no bairro Nova Cidade, Zona Norte, no dia 19 deste mês. Heliton já tinha passagem por roubo e respondia pelo crime no regime aberto.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.