Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
publicidade
24_45FDC72C-E7BD-467E-8333-2EADDB0552CD.jpg
Foto: Euzivaldo Queiroz
publicidade
publicidade

FEMINICÍDIO

Preso por matar a esposa e enterrar corpo em cova estrangulou a vítima enquanto ela dormia

Manoel Francisco, 51, confessou o crime e disse que contou com a ajuda de amigos para esconder o cadáver. Família diz que ele tinha ciúmes da costureira, mas a traía


09/03/2019 às 11:32

Manoel Francisco de Menezes Filho, de 51 anos, foi apresentado na manhã deste sábado (9) na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) como sendo o assassino confesso da esposa dele, a costureira Solange Gama dos Santos, 43, com quem viveu por 15 anos. A vítima foi estrangulada enquanto dormia na Terça de Carnaval e o corpo foi enterrado numa cova. A família diz que ele tinha ciúmes da costureira, mas a traía.

O acusado confirmou à polícia que na madrugada de terça-feira (5), no Carnaval, aproveitou que Solange dormia em casa, na comunidade Campos Sales, no Tarumã, Zona Oeste, para matá-la. Ele pegou uma corda e a estrangulou, depois chamou dois amigos, Leicialerson Pereira Aguiar, o “Bebê”, e Márcio Araújo Siqueira, para ajudar a cavar a cova em um matagal nos fundos da casa e enterrar o corpo.

Depois de ter matado a mulher, Manoel ainda registrou um Boletim de Ocorrência no 20º Distrito Integrado de Polícia (DIP) por abandono do lar e afirmou que Solange teria ido embora morar com outro homem.

Traição e ciúmes

publicidade

Hoje, durante coletiva de imprensa na sede da DEHS, Manoel Francisco disse que está arrependido e que regularmente vê a mulher quando tenta dormir.

A família da vítima disse para reportagem do Portal A Crítica que Manoel traía a esposa, mas tinha ciúmes dela porque, segundo os familiares, teria perdido o tesão após retirar a próstata.

Os comparsas

Márcio, um dos comparsas no crime, foi preso no mesmo dia em que o cadáver foi encontrado e confirmou que Manoel desejava matar a esposa, mas negou a participação dele no crime. Já “Bebê” confessou ter ajudado a enterrar o corpo da mulher.

O delegado Paulo Martins, titular da DEHS, afirmou que a polícia conseguiu prender Manoel no município de Itacoatiara, a 176 quilômetros de Manaus, os dois comparsas foram presos em Manaus. As prisões, segundo o delegado, foram resultado de investigações.

publicidade
publicidade
Policial Militar leva suspeito à delegacia e acaba preso em flagrante
Preso em operação, gerente-executivo do INSS no AM é dispensado de cargo
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.