Sábado, 19 de Junho de 2021
Estupro de vulnerável

Idoso de 72 anos é preso suspeito de abusar sexualmente de crianças em Itapiranga

As investigações apontam que, para cometer o crime, o suspeito se aproximava de famílias em situação de vulnerabilidade social, oferecia ajuda financeira, cestas básicas e presenteava as crianças



WhatsApp_Image_2021-06-09_at_15.58.54_414CA792-1A15-4CEC-B5AB-E5BFB6895A83.jpeg Foto: Divulgação
09/06/2021 às 16:38

Um idoso de 72 anos foi preso preventivamente no início da tarde desta quarta-feira (9), no município de Itapiranga - a 341 quilômetros de Manaus - pelo crime de estupro de vulnerável. Conforme a Polícia Civil, o homem é suspeito de abusar sexualmente de duas crianças do sexo masculino, que moravam com ele no ano de 2020. Os meninos tinham 7 e 9 anos, na época. 

Segundo o titular da Delegacia de Itapiranga, delegado Aldiney Nogueira, foram dois meses de investigações. A Polícia Civil teve o apoio do Conselho Tutelar e rede de proteção do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).



“Durante as investigações foi apurado que esse professor tinha o 'modus operandi' de se aproximar de famílias em situação de vulnerabilidade social. Ele oferecia ajuda financeira, cestas básicas e presenteava as crianças. O conselho localizou duas dessas crianças, dois meninos com atualmente 8 e 10 anos de idade, que estavam morando em outro município após terem morado em 2020 com esse professor”, afirmou Nogueira. 

O delegado informou que as crianças foram ouvidas, e o menino de 10 anos relatou que o professor exibia vídeos pornográficos na televisão e em seguida mandava ele reproduzir os atos. “Tem relatos repugnantes desses abusos sofridos pelas crianças. Ele comprava o silêncio das vítimas com brinquedos. No caso dessas vítimas, além de brinquedos pequenos, também os presentiou com duas bicicletas e oferecia ajuda financeira para as famílias”, disse. 

Ainda de acordo com o titular da delegacia do município, o homem age dessa maneira há pelo menos 30 anos, e atualmente abrigava uma nova família em sua casa. “Ele abrigou novamente uma família com dificuldades financeiras. Nessa família tem duas crianças, uma de 3 e outra de 8 anos. Elas serão encaminhadas para fazer o exame de conjunção carnal, e o mais velho irá dar depoimento, pois recentemente ganhou um aparelho celular do investigado”, finalizou.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.