Publicidade
Manaus Hoje
SEXTA VIOLENTA

Professor de artes marciais é morto a tiros quando chegava em casa, no Nova Cidade

De acordo com testemunhas, o professor foi abordado por dois homens em um Corolla, que atiraram em direção a ele à queima-roupa 01/10/2016 às 09:58 - Atualizado em 01/10/2016 às 09:59
Show charles
Charles era professor de artes marciais e casado com uma cabo da Polícia Militar (Foto: Reprodução / Facebook)
Luana Carvalho Manaus (AM)

O professor de artes marciais Jerry Charles Santos Lima, 33, foi morto com quatro tiros na hora que chegava em casa, na avenida Curaçao, bairro Nova Cidade, Zona Norte. Segundo testemunhas, a vítima estava na moto dele, de quimono, quando dois homens dentro de um automóvel modelo Corolla, cor prata, atiraram nele a queima roupa. Este foi um dos cinco homicídios registrados entre a tarde de sexta e a manhã de sábado. 

Um vizinho que pediu para não ter o nome divulgado contou que o professor não era de conversar com os outros moradores da rua. "A mulher dele é cabo da Polícia Militar e  como eles passam maior parte do dia fora, quase não temos contato com eles", disse um morador da rua. Segundo ele, o professor também já foi agente penitenciário. 

(Foto: Antônio Menezes)

No portão da casa, há marcas de tiros e manchas de sangue. "Não deram tempo nem de ele entrar em casa. Ele chegou, ainda de quimono, e os homens atiraram". 

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) ainda não sabe a motivação do crime, mas irá investigar o caso.  

Mais quatro homicídios 

Outros quatro homicídios foram registrados no Instituto Médico Legal (IML) da noite de sexta-feira (30) para a madrugada de hoje (1). Na tarde de sexta-feira, o vendedor Carlos André Santiago foi assassinado com arma de fogo no bairro São Jorge, Zona Oeste. Ele foi levado para o Hospital Pronto Socorro 28 de Agosto, onde não resistiu e veio a óbito por volta das 16h. 

Ainda na Zona Oeste, o autônomo Vanderson dos Santos Souza, 27, também foi morto a tiros na rua Areal, bairro Tarumã, local onde residia. Mais tarde, por volta das 20h50, o sargento da Polícia Militar (PM) Denilson Xavier Torres, 48, foi assassinado com três tiros na rua 10 do bairro Monte Pascoal, Zona Norte. Ele ainda chegou a ser levado para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do Galiléia, mas não resistiu. 

O autônomo Fernando Fernandes Martins, 25,  foi assassinado na madrugada deste sábado (1), por volta das 2h, na Estrada Estavane, bairro Compensa 3, Zona Oeste. Um tio da vítima, que preferiu não ter o nome divulgado, informou que o jovem estava na rua de casa quando foi morto com vários tiros. "Nós não vimos como foi, quando saímos ele já estava morto no chão". Ainda segundo o familiar, o jovem não tinha envolvimento com tráfico de drogas, mas era usuário. "Provavelmente foi acerto de contas relacionado a isto".

Publicidade
Publicidade