Publicidade
Manaus Hoje
crime

Grupo assalta casa de prefeito de Urucurituba em Manaus, mas é pego na saída

Segundo a polícia, o crime foi arquitetado pelo afilhado do prefeito, um dos presos logo após o assalto. Durante a ação, havia dez pessoas na residência, entre familiares, funcionários da prefeitura e vereadores do município amazonense, que foram agredidos e ameaçados 30/03/2016 às 11:06 - Atualizado em 30/03/2016 às 16:30
Show f2
A quadrilha entrou no imóvel em busca de R$ 600 mil que supostamente estariam lá, mas saíram com joias, relógios, aparelhos celulares e a quantia de R$ 2,7 mil em espécie - tudo perdido momentos depois
Dani Brito Manaus (AM)

Nove integrantes de uma quadrilha que roubou a casa do prefeito do município  de Urucurituba Pedro Rocha, nesta terça-feira (29), foram presos em flagrante no momento em que saiam da residência, situada no conjunto Hiléia, bairrro Redenção, na Zona Centro-Oeste de Manaus. Conforme o delegado titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), Adriano Félix, as investigações deram conta de que o bando iria tentar assaltar o imóvel em busca de R$ 600 mil na tarde desta terça-feira. 

Foram detidos Vitor Belfort Cardoso, de 18 anos, o "Vitinho"; Elenilson Leite Vasconcelos, de 30, conhecido como "Cabeça "; Rafael Rodrigues Figueira, 28, o "Finha"; Josué Coelho da Rocha Júnior, 21, chamado de "JR"; Ângelo Rafael de Souza, 22; Luhkas Alves da Costa, 19; Gabriel de Souza Andrade, 19; Messias Loureiro dos Anjos, 29, mais conhecido como "Diego"; e o afilhado do prefeito, Edmar Farias de Souza, 29. Eles foram surpreendidos pela equipe da DERFD e do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) quando estavam a bordo de dois veículos: um modelo Punto, de cor cinza, e um CrossFox, vermelho.

No momento das abordagens houve até troca de tiros, porem ninguém foi ferido. Com eles foram aprendidos os materiais roubados das vitimas, que estavam dentro da casa do prefeito, como joias, relógios, aparelhos celulares e a quantia de R$ 2,7 mil em espécie, alem das armas utilizadas no delito. 

Segundo a Polícia Civil, o mentor do roubo é o próprio afilhado do prefeito. "Ela já havia trabalhado para seu padrinho anteriormente e ontem foi ao encontro do prefeito para receber a quantia de R$ 2 mil. Só que, segundo Edmar, na casa da vítima deveria ter mais R$ 600 mil, era esse dinheiro que eles queriam roubar", disse Felix. 

Porem, na casa não tinha essa quantidade de dinheiro e por este motivo os infratores começaram a bater e ameaçar as pessoas que estavam no local. "Na hora do crime tinham cerca de dez pessoas no interior da residência, entre família, funcionários da prefeitura e vereadores. Só o prefeito que tinha acabado de sair", revelou a autoridade

Ainda segundo a policia, uma das armas aprendidas, um pistola .40, já  teria sido utilizada em pelo menos quatro outris crimes de homicídio e latrocínio.  "Essa arma era do 'Vitinho'. Ele emprestou  para ser usada no latrocínio que ocorreu mercadinho São Jorge e para mais dois homicídios", completou Adriano Felix. 

O bando foi autuado em flagrante por roubo majorado e associação criminosa e seus integrantes devem ser encaminhados à cadeia pública ainda nesta quarta-feira (30).

Publicidade
Publicidade