Publicidade
Manaus Hoje
ABORDAGEM

Quadrilha conhecida como ‘Turma da Xuxa’ é flagrada furtando em loja do Centro

O grupo de mulheres é surpreendida no momento em que realizava furto que causaria prejuízo de R$ 4,5 mil 20/05/2017 às 10:35 - Atualizado em 20/05/2017 às 13:15
Show turma
As mulheres já são velhas conhecidas da polícia, são presas e logo soltas. Foto: Circuito Interno/Reprodução
Dani Brito Manaus (AM)

Uma quadrilha de mulheres conhecida como “Turma da Xuxa” foi surpreendida no momento que furtava objetos de uma loja de artigos para festas, localizada nas proximidades da Praça dos Remédios, na rua Leovegildo Coelho, no Centro de Manaus. A ação ocorreu na manhã de sexta-feira (19) e foi toda filmada pelas câmeras de segurança da loja.

Conforme o proprietário do estabelecimento, João Batista da Costa, 48, esta não foi a primeira vez que as mulheres foram à loja cometer este tipo de crime. “Elas já são conhecidas dos comerciantes daqui do Centro. Entram nas lojas em grupo e furtam objetos. Elas colocam tudo dentro de sacolas e bolsas e em seguida vão embora. Desta vez eu percebi a ação e gritei. Consegui pegar alguns produtos que seriam furtados, mas algumas delas conseguiram furtar e fugir”, disse o homem, que tem a loja no local há oito anos.

Segundo o empresário, somente este ano a loja já teve um prejuízo de cerca de R$ 5 mil em produtos. Na maioria das vezes, as infratoras entram no local fazendo-se passar por clientes e, ao perceber alguma distração dos funcionários, efetuam os furtos. “Elas vêm em grupos de pelo menos cinco pessoas. Na hora em que elas entram não podemos fazer nada, pois a princípio elas são clientes. Daí ficam olhando os produtos e aproveitam quando outras pessoas entram na loja para furtar”, destacou Batista.

Os produtos recuperados pelo dono do local na manhã de ontem somam pelo menos R$ 4,5 mil. “Elas escolhem os produtos de maior valor”, destacou.

A líder do bando foi identificada por testemunhas como “Ana Lu”. Segundo informações obtidas pela reportagem, a mulher já atua neste “ramo” há muito tempo e sempre age no Centro de Manaus.

Lojistas da região disseram que já não sabem mais o que fazer, pois, quando as mulheres conseguem ser detidas, são liberadas posteriormente pela Justiça. “Já até vi algumas delas sendo presas, mas não adianta, dias depois elas retornam”, disse um funcionário de uma bomboniere que fica na mesma rua.

Nas proximidades da loja, na Praça dos Remédios, é possível ver ao longo do dia pessoas desocupadas ingerindo bebidas alcoólicas e até mesmo entorpecentes. Conforme os proprietários das lojas do local, a cena faz parte da rotina do local. Segundo a Polícia Militar, diariamente são feitos patrulhamentos no local.

Quadrilhas como estas já são conhecidas da polícia. O delegado Aldeney Góes, do 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP), disse que na unidade já existe um arquivo com a imagem da maioria dessas infratoras, utilizado como forma de tentar combater os crimes.

Publicidade
Publicidade