Motorista de APP assassinado

Quarteto é preso suspeito de roubar e matar motorista de aplicativo

Crime aconteceu no dia 18 de outubro e motorista morreu dois dias depois

Filipe Távora
29/10/2020 às 15:24.
Atualizado em 09/03/2022 às 18:31

(Foto: Josemar Antunes)

“Eles deram coronhadas na cabeça da vítima. Eles disseram que não sabiam se o homem tinha morrido, apenas sabiam que ele estava muito machucado”. A declaração é da delegada Marília Campêllo, a respeito da atuação de três adolescentes e um homem, suspeitos de matarem o motorista de aplicativo de mobilidade urbana José Roberto da Silva Ferreira, de 42 anos.

Na ocasião do crime, na madrugada do dia 18 deste mês, o quarteto havia acionado José para uma corrida, conforme a autoridade policial. A prisão do quarteto ocorreu na manhã de quinta-feira (29), no bairro Zumbi dos Palmares, situado na Zona Leste de Manaus.

A motivação do crime foi latrocínio, ou seja: roubo seguido de morte, conforme o delegado Charles Araújo, também da DEHS. De acordo com ele, o quarteto confessou o crime.

Após ser agredido, José Roberto foi socorrido e levado a uma unidade hospitalar da cidade, onde morreu no dia 20 de outubro.

Dia do crime

Conforme Araújo, José havia saído de casa na noite do dia 17, por volta das 23h, para trabalhar. Durante a madrugada do dia 18, ele foi abordado pelo quarteto.

Após agredirem a vítima, os três adolescentes e o homem roubaram o carro do motorista, de acordo com a Polícia Civil (PC). José foi encontrado na manhã do dia seguinte, no ramal da Gisele, situado no bairro Distrito Industrial 2, na Zona Leste de Manaus.

O homem, que não teve a identidade divulgada, será indiciado pelos crimes de latrocínio e corrupção de menores. Os adolescentes foram levados à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai).

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por