Publicidade
Manaus Hoje
POLÍCIA

Quatro homens são presos em operação por crimes em Iranduba e no Cacau Pirêra

Suspeitos foram apresentados neste sábado (15). Quarteto é considerado de alta periculosidade pela Polícia Civil 15/09/2018 às 16:56 - Atualizado em 15/09/2018 às 16:57
Show pc 0867ec5a 4edb 4296 9a47 c872aa0373d2
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

Quatro homens foram presos por crimes distintos cometidos nos municípios de Iranduba e Cacau Pirêra, no Amazonas. Os suspeitos foram apresentados na manhã deste sábado (15) na Delegacia Geral.

A Polícia Civil apresentou Andrio Willimes Vidal de Araújo, 20; Adenilson Ward Nisz da Silva, 21; Janderson Beleza da Costa, 25, conhecido como “Jandinho”; e Marcos Jhones Lima de Moura, de 23. Este último era foragido do sistema prisional de Coari.

De acordo com a PC, três prisões ocorreram por meio da operação “Piratas do Cacau”, que teve como objetivo cumprir mandados de prisão preventiva por homicídios, furtos, roubos e outros crimes.

Janderson foi preso na própria residência, situada na rua Beira Rio, bairro Alto de Nazaré, em Cacau Pirêra. O suspeito estaria envolvido em um roubo a um ônibus ocorrido no dia 23 de maio.

Em seguida, após as investigações, Adenilson Nisz foi preso com um simulacro de arma de fogo. O homem é suspeito de integrar um grupo que rendeu funcionários de uma escola e roubou materiais e objetos das vítimas. O caso ocorreu no dia 1º de agosto. Além disso, o suspeito também estaria envolvido em diversos roubos no transporte público e um homicídio quando tinha apenas 17 anos de idade.

Durante a abordagem na casa de Adenilson, os policiais também encontraram Marcos Jhones. O jovem de 23 anos confessou que era foragido do sistema prisional de Coari, onde cumpria pena em regime semi-aberto, por roubo. Ele estava com uma tornozeleira violada.

Andrio Araújo foi preso suspeito de homicídios em Iranduba (Foto: Divulgação)

O quarto homem preso, Andrio Araújo, é suspeito da autoria de um homicídio ocorrido em 15 de dezembro de 2016. Na ocasião, um homem identificado como Hildebrando Rocha Alcantara, o “Ceará”, foi morto por Andrio juntamente com um comparsa, que já está preso. O suspeito estaria envolvido em outros dois homicídios no município: o de Marcos Felipe Matos da Silva, esquartejado em setembro de 2016 e enterrado em uma área de várzea e Pedro Cordeiro da Rocha, assassinado com golpes de terçado e zagaia.

Todos serão encaminhados para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) onde ficarão à disposição da Justiça.

Publicidade
Publicidade