Quarta-feira, 03 de Março de 2021
TRÁFICO

Quinteto é preso em Manaus com 400 quilos de droga avaliados em R$ 4 milhões

Na mercadoria havia maconha, cocaína e oxi. O grupo foi pego num sítio no bairro Puraquequara, Zona Leste, e todo o material saiu de Tabatinga, na fronteira do Brasil



2a474712-1779-47e7-b2bd-c6db74bad0d2_8EE8A036-F707-4CF0-B74C-EE0930543005.jpg Foto: Jander Robson
20/03/2019 às 12:23

Cinco homens foram presos durante ação policial na madrugada desta quarta-feira (20), em Manaus, com 400 quilos de drogas, entre maconha, cocaína e oxi, uma carga avaliada em R$ 4 milhões. A prisão e a apreensão do material aconteceram num sítio no bairro do Puraquequara, na Zona Leste da cidade.

Segundo a polícia, por volta das 2h30 de hoje policiais do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) em conjunto com o Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) se deslocaram até um sítio localizado na Vila do Puraquequara após receberem a informação de que do local sairia um carregamento de drogas que abasteceria várias “bocas de fumo” da capital.



Os policiais ficaram aguardando até avistarem dois veículos saindo do sítio. Ao ver as viaturas da polícia, os condutores dos veículos empreenderam em fuga. Um dos carros bateu em um poste e, no interior do automóvel, foram encontrados os 400 quilos de drogas, entre maconha, cocaína e oxi. O outro veículo fazia a segurança do primeiro.

Os presos são o colombiano Cristian Miranha Seno, de 23 anos; Hermilio Marinho de Araújo Filho, 45; Jorge Fernando Uchoa dos Santos, 29; Júnior Vasquez Peso, 28; e Ranoí Souza de Araújo, de 39. Eles disseram que toda a droga saiu do município de Tabatinga, na fronteira do Brasil com o Peru e a Colômbia, e que foi Cristian quem fez o transporte.

Todos foram autuados por tráfico de drogas e associação para o tráfico e passarão ainda hoje por audiência de custódia na Justiça do Amazonas.


Mais de Acritica.com

2 Mar
155888496_10225477909759177_7982991234948859702_o_85AE5B9F-DF53-47FE-9A87-B7676D39D101.jpg

Briga por herança motivou morte de peixeiro, diz polícia

02/03/2021 às 20:28

Quase duas semanas depois da morte do peixeiro Adinaldo Faria de Souza, 44, a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) concluiu que o assassinato foi resultado de uma trama em família por “herança”, “seguro de vida” e “dinheiro” da vítima


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.