Sexta-feira, 03 de Abril de 2020
ACERTO DE CONTAS

Rixa antiga termina com punhalada no pescoço e morte no AM

O agente de funerária Elisson de Almeida, 23, conhecido como ‘tiozinho’ foi assassinado por Gelcivan da Silva, 23. Os dois possuíam desavenças antigas. Crime aconteceu em uma balsa na cidade de Maués



AA_B394E7EB-DAB2-41A2-9351-02028929CEB8.jpg Foto: Divulgação
05/02/2020 às 17:28

Uma rixa antiga terminou em morte no porto da cidade de Maués (a 259 quilômetros de Manaus). O estivador Gelcivan Chagas da Silva, 23, assassinou com uma punhalada no pescoço o agente de funerária Elisson Moraes de Almeida, 23. O crime aconteceu por volta das 14h30, em uma balsa chamada Língua da Princesa.

A Polícia Militar conseguiu prender o estivador no lago Marechal Deodoro. De acordo com o subtenente Salviano, da 10ª Companhia Independente da Polícia Militar de Maués, o suspeito confessou friamente o crime dizendo “antes ele do que eu. Ele vivia dizendo que ia me matar”, relatou o policial.



Gelcivan foi levado para a delegacia, onde foi autuado pelo crime de homicídio. Ele revelou aos policiais que já estava cansado de ouvir as ameaças de morte de Elisson. “Nós trabalhamos juntos e vivíamos nos desentendendo e todas as vezes ele dizia que ia me matar”, contou.

Hoje os dois voltaram a se encontrar e, de acordo com o policial militar, sem nenhuma briga aparente, Gelcivan desferiu um golpe de punhal no pescoço de Elisson. A vítima ainda foi socorrida com vida e levada para o hospital do município, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.