Segunda-feira, 09 de Dezembro de 2019
ESTÁVEL

Sargento da PM baleado na boca no Alvorada não corre risco de morte

Informação foi divulgada pelo deputado Delegado Péricles, em sua rede social. Crime aconteceu na tarde de ontem (22), durante assalto a uma loja no Alvorada  



Capturar_1584C6A6-5600-4F52-B362-9B384A1D5319.JPG Foto: Divulgação
23/04/2019 às 18:50

O estado de saúde do sargento da Polícia Militar, Adeilton Moreira Guedes, de 36 anos, é estável e o mesmo está fora de perigo, segundo informou o deputado estadual delegado Péricles Nascimento, em sua rede social.

De acordo com o parlamentar, em visita ao Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, onde o militar segue internado, foi possível verificar que o mesmo teve ferimentos graves na boca, mas que não corre risco de morte.



“Estive há pouco no hospital João Lúcio, onde o sargento Adeilton, que foi baleado ontem com um tiro no rosto, está internado. Foi um ferimento muito grave na região da boca, estou acompanhando o caso. Ele está fora de perigo, estaremos acompanhando para a identificação dos autores”, explicou.

Conforme nota divulgada pela Polícia Militar, o Policial passou por procedimento cirúrgico específico previsto para reconstrução da mandíbula. O mesmo encontra-se sedado, em situação estável e fora de perigo.

Deputado viveu caso parecido

O deputado também lembrou do caso que aconteceu com ele, em 2017, quando estava a frente da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (DERFV). Na época, ele e outros agentes invadiram uma casa atrás de um suspeito, quando o mesmo foi surpreendido com um tiro na boca.

Quem está a frente da investigação no caso do sargento é a Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD) e, segundo o titular, delegado Guilherme Torres, a investigação segue em total sigilo e a divulgação de novas informações pode atrapalhar o andamento do caso.

O delegado reiterou que o compartilhamento de fotos e nomes de possíveis suspeitos pode atrapalhar as investigações. “Peço que, se possível, as pessoas deixem de compartilhar fotos e nomes desse caso, pois a Polícia Civil não confirmou a autoria dessas fotos veiculadas em grupos de whatsapp“, explicou ele.

Ainda segundo Torres, foram levados do estabelecimento comercial R$ 1,5 mil. A equipes da DERFD está em campo desde o acontecimento para elucidar esse caso, com identificação dos dois suspeitos que praticaram do crime.

News f bio 1671 d7c3ddae a0d2 4da2 9b50 c136017d92da
Repórter de Polícia do Jornal Manaus Hoje

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.