Sexta-feira, 03 de Julho de 2020
ZONA NORTE

'Senhor das armas' e esposa são presos em ocupação Celebridade; casal se intitulava dono do local

Com o casal, foram apreendidas armas de fogo de grosso calibre e de diversos tipos, como carabinas, pistolas e revólveres, além de munições e drogas como oxi, maconha e cocaína



WhatsApp_Image_2020-06-03_at_18.42.20_B3B5FD5E-7FBF-48C9-8CBB-6595D3F6BA2F.jpeg Foto: Divulgação
03/06/2020 às 19:19

Humberto Menezes de Sá, 29, conhecido como “senhor das armas” e a esposa dele, Edicleia Almeida da Rocha, 18, foram presos, nesta quarta-feira (3), suspeitos de tráfico de  drogas e associação criminosa realizados na ocupação Celebridade, situada no bairro Colônia Terra Nova, Zona Norte da cidade. Segundo denunciantes, a dupla havia se intitulado dona do local. 

Com a dupla, foram apreendidas armas de fogo de grosso calibre e de diversos tipos, como carabinas, pistolas e revólveres, além de munições e drogas como oxi, maconha e cocaína. 



Segundo o delegado Ricardo Cunha, titular do 18° Distrito Integrado de Polícia (DIP), denunciantes relataram à delegacia que os presos se intitularam donos de uma nova invasão da capital, chamada popularmente de “Celebridade da Torquato Tapajós”.

“Eles se apossaram dali e passaram a comercializar entorpecentes naquela região, quando a população nos informou a respeito”, disse Cunha. 

A autoridade policial afirmou, ainda, que o preso confessou os crimes e disse fazer parte de uma organização criminosa. “A função dele seria armazenar o armamento apreendido para que posteriormente ele pudesse ser distribuído na cidade de Manaus”, disse o delegado. 

Humberto possui duas passagens pela polícia por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Ele estava usando tornozeleira eletrônica.

Edicleia voltou à liberdade após audiência de custódia. Ela foi presa em março deste ano. 

A dupla responderá por tráfico, associação para o tráfico, posse irregular de arma de fogo com numeração suprimida e posse irregular de arma de fogo com numeração de uso permitido, sendo levados à audiência de custódia. 

Cunha reforçou que a sociedade pode fazer denúncias anônimas à polícia por meio do disque-denúncia 92921015.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.