Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019
PRISÃO

Soldado da Base Aérea é preso como suspeito de participar de morte de sargento

De acordo com uma fonte da Polícia Civil, o soldado devia R$ 3,2 mil ao sargento e não tinha o valor para quitar a dívida, o que pode ser a motivação do crime



gorgafio.JPG O soldado da Base Aérea de Manaus Brendo Silva da Silva está preso (Divulgação)
08/06/2016 às 08:25

O soldado da Base Aérea de Manaus Brendo Silva da Silva foi preso na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) por participar da morte do sargento Melquizedeque Paixão Dias, de 33 anos, que foi morto na segunda-feira, às 18h30, na rua Ramos Ferreira, Centro de Manaus.

De acordo cm uma fonte da Polícia Civil, o soldado Brendo devia R$ 3,2 mil ao sargento Melquizedeque, que fazia agiotagem. Segundo a fonte, a vítima já vinha fazendo várias cobranças para receber o valor, mas sem sucesso, porque Brendo não tinha dinheiro para quitar a dívida. O soldado Brendo informou em depoimento que quem atirou no sargento foi um amigo, cujo nome não foi revelado.

Segundo a fonte, Brendo era amigo da vítima e também fazia parte da banda de música da Base Aérea de Manaus. Depois do crime, Brendo ainda postou na rede social Facebook que Deus havia o livrado da morte. Na mensagem, ele diz: “Fui paga um sgt que estava devendo, ele me deixou no amarelinho, Educandos, e depois botarem no grupo da banda que tinham matado ele”.

Hoje as 9h30, o delegado Ivo Martins, titular da DEHS, iria dar mais informações sobre o caso na Delegacia Geral. Segundo a Polícia Civil, o atirador que matou o sargento Melquizedeque foi identificado como Wenderson Matos da Silva, 22, que está foragido.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.