Publicidade
Manaus Hoje
HOMICÍDIO

Soldador é assassinado com tiros na cabeça e pescoço na Zona Leste de Manaus

John Pinto, 18, morreu com três tiros, a maioria na região do pescoço e cabeça, em frente à quadra onde jogava bola 04/02/2017 às 11:20 - Atualizado em 04/02/2017 às 11:23
Show pessoal
John Pinto de Farias. Foto: Arquivo Pessoal
Luana Carvalho Manaus (AM)

O soldador John Pinto de Farias, de 18 anos, foi assassinado no início da noite de sexta-feira (3), na rua Água Viva, no conjunto Lula, no bairro Distrito Industrial 2, na Zona Leste. O crime foi motivado por causa de uma briga durante um jogo de dominó. O suspeito, conhecido pelos moradores da área como "Nenê", está foragido.

Uma vizinha de John, que preferiu não divulgar o nome, contou que o rapaz era trabalhador e nunca causou problemas no conjunto. "Ele era um bom menino, amigo do meu filho. Eles jogavam dominó todos juntos e na semana passada tiveram uma briga e esse Nenê o matou na sexta".

John morreu com três tiros, a maioria na região do pescoço e cabeça, em frente à quadra onde jogava bola.  Ele ainda chegou a ser levado ao Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na Zona Leste, mas não resistiu os ferimentos e veio a óbito. O suspeito, também morador do conjunto, fugiu. “A família dele também foi embora com medo”, completou a vizinha.

O pai da vítima, Gilson Garcia Farias, 54, contou que o filho estava assistindo ao jogo de futebol na quadra quando o suspeito, que segundo ele chama-se Vanderlan Lopes, vulgo "Nenê", parou em uma motocicleta e efetuou os disparos.

“O pai dele estava no carro esperando. Estamos desolados pois todos morávamos no mesmo conjunto, eu conhecia os pais dele. Eu sabia que eles tinham brigado, mas não imaginava que ele fosse matar o meu filho”, desabafou.

A irmã de John, Claudia Farias, 25, afirmou que a família fará o possível para encontrar o suspeito foragido. “A polícia diz que já está investigando, mas vamos fazer cartazes, colocar a foto dele na Internet. Nós queremos justiça. Ele não matou apenas uma pessoa, ele destruiu uma família inteira”, disse, em lágrimas.  

John ia concluir o Ensino Médio neste ano e, além de ajudar o pai trabalhando como soldador, gostava de jogar bola e dominó com os amigos do conjunto. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) investiga o caso.

Publicidade
Publicidade