Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
feminicídio

Suspeito de matar companheira é preso após sair de aldeia indígena

Morte de Raimunda Ferreira de Souza, de 46 anos, ocorreu na noite de Natal do ano passado



homem_C3CA46CE-8860-4896-8966-488ABF2EA199.JPG Jonas de Malafaia de Oliveira. Foto: Winnetou Almeida
27/06/2019 às 12:27

Jonas de Malafaia de Oliveira, de 36 anos, foi preso no último domingo pela Polícia Civil no município de Autazes, distante 113 quilômetros de Manaus, após deixar aldeia indígena. O homem é suspeito de ter matado sua companheira na noite de Natal de 2018. Ele foi apresentado nesta quinta-feira (27) à imprensa, em Manaus.

De acordo com o delegado Paulo Martins, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o homem cometeu o crime de feminicídio contra Raimunda Ferreira de Souza, de 46 anos, porque estava bêbado.  Segundo ele, Jonas confirmou ser autor do crime, relatou que tinha um relacionamento conturbado há dois anos com a vítima e que não moravam juntos.   

No dia do crime, conforme testemunhas que moravam na mesma estância que a vítima, o casal teria chegado embriagado na quitinete de Raimunda na madrugada do dia 25, sendo a última vez em que ela foi vista. O corpo só foi encontrado dois dias depois.

Responsável pela investigação, o delegado Charles Araújo informou que a polícia começou a suspeitar de Jonas após o desaparecimento do celular de Raimunda, que foi interceptado pela polícia e descoberto que ele havia sido vendido a terceiros. O receptador foi encontrado e em depoimento, contou que havia comprado o celular de Jonas.

O suspeito, que alega ser indígena, fugiu para uma aldeia no entorno do município de Autazes onde permaneceu até a noite do último domingo (23), quando foi reconhecido por policiais militares do município, que acionaram a delegacia especializada em homicídios.

“Ele afirma ser indígena, mas não sabemos se ele está usando disso para se beneficiar, porém, não terá privilégio nenhum, visto que ele matou um não indígena”, finalizou Charles Araújo.

Jonas foi indiciado por feminicídio. Após os procedimentos legais na delegacia, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino, localizado no km 8 da BR-174, em Manaus.

News portal1 d3f1dcdd 89ab 46c6 9fcb 20a7cf4ebac3
Repórter de Polícia do jornal Manaus Hoje

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.