Publicidade
Manaus Hoje
Estava internado

Suspeito de tentar assaltar funerária leva soco e morre após cinco dias no hospital

Um funcionário da funerária saiu do local e agrediu o suspeito com um soco, que caiu batendo a cabeça no chão e ficou desacordado. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios 15/07/2016 às 13:58
Show show jo o
Antes de morrer, o suspeito ficou internado por cinco dias no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio
Fábio Oliveira Manaus (AM)

Após ficar cinco dias internado no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, em Manaus, o chapeiro Marinaldo Sarmento Santos, 37, não resistiu e morreu nesta quinta-feira (14). Ele foi hospitalizado no dia 9 de julho após levar um soco e bater a cabeça no chão quando supostamente tentava assaltar uma funerária na Zona Oeste.

Segundo a Polícia Civil, Marinaldo foi agredido na rua José Tadros, bairro Santo Antônio, na Zona Oeste da capital, na noite do dia 9 de julho, após tentar assaltar a funerária Gurgel. Segundo um amigo dele, que preferiu não se identificar, Marinaldo consumia bebida alcoólica e assistia a transmissão de uma luta do UFC na TV, na lanchonete do irmão, localizada ao lado da funerária.

Em certo momento, Marinaldo entrou na funerária, supostamente para tentar roubar algo do local. Conforme o amigo, depois de um tempo, um funcionário da funerária saiu e agrediu a vítima com um soco, que caiu batendo a cabeça no chão e ficou desacordada. O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Publicidade
Publicidade