Segunda-feira, 16 de Setembro de 2019
CAPTURADO

Suspeito do assassinato do próprio cunhado é preso em Manaus

Pedro Henrique, 30, teria causado o acidente de carro de Antônio Ferreira, que tinha 44 anos, em agosto desse ano, em Silves. Pedro e um comparsa ainda teriam esfaqueado a vítima para garantir o homicídio



999249db-8351-440a-a77b-6b6b2562b857_2ED9FF05-9009-48C6-82CF-58A42DF692CC.jpg Foto: Johny Vasconcelos
03/09/2019 às 17:07

Pedro Henrique, 30, foi preso na manhã desta terça-feira (3), suspeito de estar envolvido na morte do próprio cunhado, identificado como Antônio Ferreira Júnior, que tinha 44 anos. Ele foi apresentado no 1° Distrito Integrado de Polícia (DIP), bairro Praça 14, Zona Sul. A suspeita da motivação do crime seria por uma dívida de R$ 14 mil que a vítima teria com a irmã.

De acordo com o delegado titular do 1º DIP, Rafael Guevara, o crime aconteceu na manhã do dia 16 de agosto deste ano, no ramal do Itapiranga, no município de Silves (distante em linha reta de 204 quilômetros de Manaus).

Segundo o delegado, na ocasião, Pedro e um outro comparsa, identificado apenas como "Fabiano", bateram no carro da vítima para que o carro capotasse. Ao ser capotado, a dupla foi até o veículo e desferiu golpes de faca na vítima. A mãe de Antônio tentou salvar o filho e, também, levou golpes de faca, na mão, dedo e braço.

Conforme o delegado plantonista do 1º DIP, Mauro Duarte, dois dias após o crime, três testemunhas formalizaram o Boletim de Ocorrência (B.O) na delegacia, e prestaram depoimento. Pelo crime ter ocorrido em Silves, o plantonista entrou em contato com o delegado João Figueiras, titular da delegacia daquele município, que representou pelo pedido de prisão preventiva em nome de Pedro.

A ordem judicial em nome do suspeito foi expedida no dia 2 de setembro deste ano, pelo juiz René Gomes da Silva Júnior, da Vara Única da Comarca de Silves.

Família na delegacia

Ao apresentarem o suspeito em coletiva de imprensa na delegacia, a família da vítima iniciou um protesto pedindo justiça pela morte de Antônio. O filho da vítima, Yarlley Silva, de 25 anos, lamentou a morte do pai.

"Eu fico triste com tudo isso porque o meu pai chegou a abrir a porta da minha casa para dar um contrato de trabalho para esse cara que era cunhado dele, para ajudar  a minha tia. Eu não sei o que veio na cabeça dele para ter feito isso com o meu pai. A gente só quer justiça", disse.

Pedro vai responder por homicídio qualificado. Ele será encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), localizado no quilômetro 8 da rodovia federal BR - 174.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.