Segunda-feira, 25 de Maio de 2020
zona leste

Suspeitos de matarem policial no Gilberto Mestrinho são presos

Um dos apontados de terem participação no homicídio é um adolescente de 16 anos que foi apreendido. Eles foram presos em um bar no Jorge Teixeira



presos_xxxxxxxxxx_AD941BD4-EB97-44BA-BECB-F0A1F8F9D29B.JPG Fotos: Jair Araújo
19/03/2020 às 19:09

As polícias Civil e Militar prenderam Luiz Humberto de Lima, 20, Rodrigo Marques dos Santos, 18, e apreenderam um adolescente de 16 anos, na manhã desta quinta-feira (19), suspeitos de terem envolvimento no homicídio do policial militar Adeilson de Oliveira Pinheiro, morto com uma facada no pescoço, após ter a casa invadida pelos criminosos na madruga de hoje, no bairro Gilberto Mestrinho, na Zona Leste de Manaus.

De acordo com o tenente Estevão Barbosa, lotado na 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), os homens, além do menor de idade, foram abordados em um bar da Avenida Itaúba, no bairro Jorge Teixeira, na Zona Norte, depois que a polícia recebeu ligação anônima informando que os acusados estavam consumindo bebida alcoólica pela localidade.



Na ocasião do crime, segundo a polícia, os infratores adentraram à casa do policial, que estava dormindo com a companheira, e, após a vítima ter travado luta corporal com um deles, foi atingida com um golpe de faca no pescoço. Ele foi socorrido e levado ao Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade hospitalar.

Ainda conforme o policial, os autores confessos do crime a princípio negaram,  mas por serem identificados pelas características informadas na denúncia, foram conduzidos ao 4° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

"Eles colaboraram com a abordagem, vieram na viatura, tranquilos. Posteriormente, viemos pra cá e, aqui, confessaram o crime no DIP", explicou o tenente, acrescentando que um quarto suspeito também foi detido.

O delegado titular do 4° Distrito Integrado de Polícia (DIP), Rafael Costa e Silva, descreveu que, durante as interrogações, os acusados do crime negaram a autoria; no entanto, os vídeos das câmeras apontaram a participação através das características dos suspeitos.

"Ao chegar na delegacia, tomei conhecimento de que a Polícia Militar tinha feito a detenção de quatro elementos e a gente foi atrás de conseguir um material de vídeo. Ao interrogar essas pessoas, elas disseram que não sabiam de nada, que estavam simplesmente no bar e que não tinham praticado nenhum assalto. Mas, ao mostrar o vídeo pra um deles, foi inevitável. Estava claramente evidente eles terem participado, pelo corte de cabelo raspado nas laterais, bem grande na parte de cima, cavanhaque. Não teve outra saída, senão confessar o delito", detalhou o titular, a respeito do adolescente de 16 anos, que confessou ser o responsável por dar fuga à ação criminosa.

Com base nas informações colhidas pela Polícia Civil, o grupo não possuía informações sobre quantia em dinheiro ou objetos de valor, mas que havia decidido cometer crimes para levantar dinheiro.

"Tudo começou quando eles estavam no bar e decidiram praticar crimes para levantar dinheiro. Roubaram uma pessoa no bairro Cidade de Deus, uma mulher; levaram o celular. Dali em diante, verificando que não haviam mais vítimas na rua, até por conta do horário, resolveram procurar facilidades e encontraram essa casa, aqui no nosso bairro, com a porta aberta e perceberam a facilidade para entrar. Chegando lá, anunciaram o assalto. Disseram para que a vítima não reagisse, mas mesmo assim a vítima reagiu; durante a luta corporal, um deles desferiu um golpe de arma branca - de faca - e logo em seguida se evadiram do local", esclareceu o delegado.

Após o crime, o menor confessou que utilizava uma roupa debaixo da outra e a jogou em um igarapé. "Ele levou a gente até o igarapé, mas, devido à correnteza, não foi possível encontrá-la", acrescentou.

A investigação continua em andamento, segundo a autoridade policial, a fim de que a motocicleta utilizada no crime seja localizada. "Fomos até o local onde possivelmente a moto estaria, mas quando chegamos lá não havia a moto e nem o morador no local", enfatizou o policial.

A faca utilizada no homicídio foi encontrada quatro residências após o local do crime. Ela será periciada, conforme a Polícia Civil, já que, devido à chuva, não foi possível identificar vestígios de sangue.

"Nós encaminharemos para a perícia, a fim de que seja verificado algum vestígio de sangue", disse Costa, acrescentando que dois dos acusados possuem passagens pelos crimes de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo.

O quarto homem, apontado como suspeito, foi liberado por falta de provas. Os outros serão encaminhados para uma audiência de custódia por videoconferência. O menor deve ser encaminhado à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais, na Zona Oeste da cidade.

News fe58c969 f689 427d bdc3 fb9389c2f509 adee0aa5 fa35 42f7 850c 32125f8d473c
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

25 Mai
ARQUIVO_AG_NCIA_BRASIL_8E54B548-1F0D-43FC-B519-959FF459E3B2.jpg

MEC suspende pagamento de parcelas do Fies

25/05/2020 às 13:17

O estudante que tiver interesse em suspender as parcelas deverá se manifestar junto ao banco até 31 de dezembro. A suspensão vale para os contratos que estavam em dia antes da decretação do estado de calamidade pública, reconhecido em 20 de março, e será retroativa às parcelas que não foram pagas desde então


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.