Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019
POLÍCIA

Suspeitos de participar de assalto a banco são presos antes de cometer novo crime

Crime ocorreu em Novo Airão em novembro de 2016 e deixou policial e uma refém feridos. Polícia realizou prisão enquanto dupla se planejava para assaltar lan house em Manaus



assalto.jpg Foto: Jair Araújo
08/01/2018 às 11:14

Equipes do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) prenderam, na tarde da última sexta-feira (5), Ezequiel Rodrigues Moraes, de 40 anos, e Romadson Dácio Soares, de 21 ano. A dupla se planejava para assaltar uma lan house. Eles são suspeitos de participarem do assalto a uma agência bancária em Novo Airão

De acordo com informações do diretor do DRCO, Guilherme Torres, eles foram presos após um cuidadoso monitoramento, onde foi constatado que eles estavam se organizando para assaltar uma lan house em Manaus.

"Eles renderiam as pessoas que estivessem na lan house e levariam seis CPU's. Nós fomos até o local, na Raiz (bairro), e no momento em que eles estavam transitando próximo à lan house nós fizemos a abordagem", contou o delegado.

Assalto

O assalto na agência bancária de Novo Airão aconteceu em 30 de novembro de 2016. Fortemente armados, sete homens entraram no banco antes do expediente começar e renderam os funcionários, exigindo as chaves do cofre.

Com a aproximação de policiais militares do local, eles efetuaram disparos. Durante o tiroteio, um policial, uma refém e um dos assaltantes foram baleados. Na época, os criminosos conseguiram fugir do local e levaram o celular de uma refém.

Três dos sete assaltantes já foram identificados e presos. O outro suspeito de envolvimento no assalto foi preso em setembro do ano passado. Quatro outros integrantes da organização criminosa, que segundo o delegado, são do estado do Pará, continuam foragidos.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.