Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019
FARSA

Técnico em agropecuária é preso após aplicar golpe de R$ 65 mil em empresário

Homem se passava por representante de empresa, porém não tinha ligação com a marca. Vítima descobriu o golpe e acionou a polícia. Suspeito já havia sido indiciado pelo crime em 2014



ESTELIONATARIO_ELISMAR_DA_SILVA_MACIEL___6_.JPG Suspeito foi preso por estelionato e encaminhado à Cadeia Pública (Foto: Divulgação)
07/06/2016 às 17:41

O técnico em agropecuária Elismar da Silva Maciel, 41, foi preso na tarde de segunda-feira (6) investigado por estelionato. Segundo a Polícia Civil, o homem se passava por representante comercial de uma empresa de máquinas de fabricar ração e teria aplicado um golpe de R$ 65 mil em um empresário.

De acordo com a PC, Elismar foi preso pela equipe da especializada por volta de 12h de ontem, no escritório que ele mantinha em um prédio comercial localizado na Rua Salvador, bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul.

Conforme a Polícia Civil, Elismar se apresentava como representante comercial de uma empresa com sede no estado de São Paulo, especializada na fabricação de máquinas de ração. O infrator teria montado um estande de vendas das referidas máquinas em um posto de combustíveis localizado na rodovia estadual AM-010.

“A vítima, um empresário que atua no ramo de criação de suínos e tem uma propriedade em Rio Preto da Eva, município distante 57 quilômetros em linha reta da capital, sempre passava pelo local. Ao ver o estande, entrou em contato com Elismar em novembro de 2015. Na ocasião, efetuou uma compra no valor de R$ 140 mil”, explicou o delegado adjunto da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos (Derfd), Denis Pinho.

O delegado disse, ainda, que no momento da negociação a vítima entregou R$ 20 mil, em espécie, ao infrator. Posteriormente, transferiu mais R$ 20 mil para uma conta bancária fornecida por Elismar e parcelou o restante da compra em quatro cheques, no valor de R$ 25 mil, cada. Um desses cheques foi sacado e o dinheiro foi depositado em uma conta bancária de uma pessoa em Itacoatiara, município distante 176 quilômetros em linha reta da capital.

“O empresário resolveu entrar em contato com a empresa, em São Paulo, e foi informado pelo diretor da firma que não havia qualquer pedido de máquina para Manaus e que Elismar não tinha autorização para negociar ou vender os produtos. Ele apenas havia conseguido fôlderes da fábrica em um congresso. Outras pessoas já haviam entrado em contato com a empresa relatando o mesmo fato. A vítima então percebeu que se tratava de um golpe”, informou Denis Pinho.

Diante da situação, segundo o delegado, a vítima sustou os próximos cheques que seriam descontados e procurou a equipe da Derfd para formalizar boletim de ocorrência sobre o crime. O empresário reconheceu Elismar por meio de fotografia disponibilizada em banco de registros de estelionatários da especializada. Em seguida, o infrator foi notificado para comparecer à unidade policial, ocasião em que prestou depoimento.

“Na tarde do dia 5 de maio deste ano, após ser ouvido na delegacia, Elismar teria encontrado, por acaso, a vítima em um prédio comercial, ocasião em que ameaçou e tentou agredir fisicamente o empresário. Em razão disso foi realizado um procedimento sobre o ocorrido e representamos o pedido de prisão preventiva em nome de Elismar”, afirmou Pinho.

O mandado de prisão preventiva em nome de Elismar foi expedido na última quarta-feira, dia 1º de junho, pelo juiz da 2ª Vara Criminal, Eliezer Fernandes Júnior. Elismar foi indiciado por estelionato e responde a Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por ameaça. O infrator foi encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Reincidente

Denis Pinho informou que Elismar foi indiciado por outro caso de estelionato, ocorrido em 2014. Na ocasião, o infrator aplicou golpe em torno de R$ 30 mil na compra de motores de popa. Ele comprou as peças em nome de terceiros em uma loja especializada e não pagou pelas unidades. O procedimento criminal foi realizado pela Derfd e encontra-se na 5ª Vara Criminal.

O delegado solicita a todos que tiverem sido vítimas de Elismar que procurem os policiais civis que atuam na Derfd. O prédio da unidade policial fica localizado na Rua Cinco, esquina com a Avenida J, segunda etapa do bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste. Para melhores informações, o número de contato da delegacia é o: (92) 3239-3780.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.