Terça-feira, 07 de Julho de 2020
ESTRADA

Testemunha contesta versão dada por amigos de empresário morto em acidente na AM-010

Carlos Fábio Oliveira de Lima, 42, veio a óbito em acidente envolvendo motocicleta e carro. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil



moto_6CEA3BB8-472D-4DD2-A088-5059B4EEB177.jpeg Foto: Divulgação
01/06/2020 às 21:42

Uma testemunha, identificada apenas por J.M.S., revelou à reportagem de A Crítica, na tarde desta segunda-feira (1°), detalhes sobre o acidente que matou o empresário Carlos Fábio Oliveira de Lima, 42, na manhã do último domingo (31), no quilômetro 41 da rodovia AM-010, que liga Manaus ao município de Itacoatiara. A versão contesta a afirmação de amigos da vítima, que estavam no local.

Segundo J.M.S., o veículo modelo Ônix, de cor branca, estava pronto para fazer uma manobra a fim de entrar em um ramal da estrada. Ao avistar um motoqueiro passando pela via, em alta velocidade, o condutor do carro parou. No entanto, Fábio passou logo em seguida e colidiu contra o veículo.



"Passou a primeira moto, que fez barulho e ele [motorista] deu vez. Depois, o rapaz [Fábio] foi atrás, bem na hora em que o carro fez a manobra. Ele estava com tanta velocidade, que saiu rasgando o carro", afirmou a testemunha.

Um dos amigos da vítima alegou que o motorista do veículo não efetuou a sinalização no momento em que iria manobrar. A versão, no entanto, foi contestada pela testemunha, que afirmou que, no momento do choque entre os veículos, não havia outras pessoas na rua, e que os amigos de Fábio chegaram somente após o acidente.

"Não tinha ninguém na estrada. Nem polícia, nem nada. Até os amigos dele chegaram bem depois", relembrou.

No momento da colisão, a fonte relatou que o corpo de Fábio foi arremessado entre dez e quinze metros do local.

"Depois chegou o Samu, que o socorreu. O motorista do carro continuou lá. Ele ficou olhando o prejuízo e um dos amigos do rapaz disse que aquele prejuízo não era nada pra ele, e que ele iria arcar porque era 'gente boa'", acrescentou J.M.S.

Fábio chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), ainda no local, mas não resistiu e foi a óbito após duas paradas cardíacas na ambulância.

O condutor do veículo disse que soube da morte da vítima apenas quando chegou em Manaus. O caso segue sendo apurado pela Polícia Civil.

News fe58c969 f689 427d bdc3 fb9389c2f509 adee0aa5 fa35 42f7 850c 32125f8d473c
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.