Publicidade
Manaus Hoje
ASSASSINATOS

Trio confessa ‘com frieza’ assassinatos de táxi-frete e caseiro em Manaus

Segundo a polícia, no caso do táxi-frete eles só roubariam e com o caseiro a mulher presa tinha um desafeto com ele e planejou tudo 15/01/2018 às 11:30 - Atualizado em 15/01/2018 às 11:48
Show 08452149 3869 458c 93de aed675032e14
Foto: Jander Robson
Édria Caroline Manaus (AM)

Três pessoas foram presas pela Polícia Civil suspeitas de cometerem dois assassinatos recentes em Manaus: a do táxi-frete Alexandre Luiz Aragão de Melo, 42, e do caseiro Emiliano Souza de Souza, 37. Os presos são Matheus dos Santos Barbosa, de 25 anos, Paulo Sérgio Bastos de Souza, de 28 anos, e Tayná dos Santos Lira, de 22 anos. Nos dois casos, pertences das vítimas foram roubados.

Os dois crimes aconteceram neste mês. O corpo do táxi-frete Alexandre, que estava desaparecido desde 8 de janeiro, foi encontrado esfaqueado no último sábado (13) em um sítio no ramal do Pau Rosa, no Km 21 da BR-174, zona rural de Manaus. Já o caseiro Emiliano foi encontrado na quinta-feira (11) amarrado em um coqueiro, com sinais de espancamento e também facada, no sítio onde trabalhava, no Km 23 da BR 174.

O trio foi preso justamente no sítio no ramal do Pau Rosa onde o corpo de Alexandre havia sido encontrado. As prisões foram feitas pelo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) e da Delegacia Especializada em Ordem Política e Social (Deops). No local, foram encontrados os materiais roubados por eles e também a faca usada nos dois latrocínios.

De acordo com o delegado Guilherme Torres, diretor do DRCO, os três confessaram a autoria dos crimes. “O que assusta é a frieza com que eles relatam cada detalhe. No caso do Alexandre, eles, inicialmente, só roubariam o carro. Com o Emiliano eles já tinham um desafeto e quem planejou toda a ação foi a Tayná”, contou o delegado.

Os três foram indiciados pelo crime de latrocínio e, após os procedimentos, serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória, em Manaus.

Publicidade
Publicidade