Publicidade
Manaus Hoje
POLÍCIA

Trio é preso após sequestrar, torturar e abandonar jovem em ramal no Tarumã

Segundo a polícia, trio teria mantido jovem em cárcere privado devido dívida de R$ 5 mil. Suspeitos foram presos na tarde dessa quarta-feira (7) 08/11/2018 às 18:25
Show 1541715806170726 4a3590ac fa1f 44fd b82f dbf0495e5e49
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

Um trio acusado de sequestrar e manter em cárcere privado uma jovem de 23 anos foi preso pela Polícia Civil. Segundo o Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), os suspeitos amarraram a vítima e torturaram a mulher devido uma dívida de R$ 5 mil que ela teria com o bando.

A polícia prendeu Denisilia Duarte Araújo, 41, conhecida como “Deny”; a namorada dela, Kerollem de Araújo Ramires, 26, e George Morais Duarte, 22.

Conforme o diretor do DRCO, Thomaz Vasconcelos, o trio seqüestrou a jovem por volta de 12h30 dessa terça-feira (6). Na ocasião, os infratores levaram a vítima para um galpão no bairro Tarumã, Zona Oeste da cidade, onde a mantiveram amarrada até a madrugada de quarta-feira (7), às 3h.

Vasconcelos explicou que as prisões dos três infratores ocorreram na casa de “Deny”, situada na rua Canindé, bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus. A autoridade policial informou que as investigações em torno do caso iniciaram após a vítima formalizar a ocorrência na Delegacia Especializada de Ordem Política e Social (Deops), nas dependências do prédio da Delegacia Geral. 

Tortura

Na ocasião, a jovem relatou aos policiais civis que teve os pés e mãos amarrados, foi encapuzada, além de ter sido agredida fisicamente e verbalmente. Após a tortura, ela teria sido jogada em um dos ramais do bairro Tarumã, momento em que conseguiu se desvencilhar das cordas e pedir ajuda de uma guarnição da Polícia Militar que passava pelo lugar.

“Assim que a vítima fez o registro da ocorrência na Deops, a delegada titular da especializada, Catarina Torres, nos acionou. Demos início às diligências e conseguimos prender os três infratores em flagrante. A vítima informou, em depoimento, que a motivação do sequestro seria uma dívida que ela teria com o trio no valor de R$ 5 mil”, esclareceu o diretor do DRCO.

Quarta pessoa envolvida

Thomaz Vasconcelos destacou que as investigações em torno do caso irão continuar, pra tentar identificar uma quarta pessoa envolvida no crime, identificada apenas como “Naldo”. “Agora iremos trabalhar para identificar e prender esse homem que também está envolvido na ação criminosa. Além disso, existe a suspeita de que Denisilia pratique o crime de rufianismo, por obter lucros com a exploração e prostituição de mulheres”, explicou Vasconcelos.

Denisilia, George e Kerollem foram autuados em flagrante por sequestro e cárcere privado. Ao término dos procedimentos cabíveis no DRCO, o trio será levado para Audiência de Custódia, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, Zona Sul da capital. 

Publicidade
Publicidade