Publicidade
Manaus Hoje
PIRATAS

Trio é preso e confessa ataque a lancha no Rio Negro que resultou em três mortes

Com uma espingarda, eles ameaçaram os ocupantes da embarcação e mandaram que todos pulassem no rio. Apenas uma pessoa sobreviveu 28/02/2018 às 16:01 - Atualizado em 28/02/2018 às 16:15
Show whatsapp image 2018 02 28 at 15.22.08
(Foto: Gilson Mello)
Fábio Oliveira Manaus

Antônio José Monteiro, o “Louro”, 45, Maicon Ribeiro de Oliveira, o “Pato”, 25, e Sharlim Silva Charles, o “Gatinho”, 18, confessaram para a Polícia Civil serem os autores do roubo de uma lancha no Rio Negro que resultou nas mortes de três homens na noite do dia 16 de fevereiro, próximo à Praia da Lua, na comunidade Nossa Senhora de Fátima, no Tarumã.

O trio abordou a lancha onde estavam Cristiano Cézar de Souza, 38, Raimundo Marcelo Alves Moura, 37, Jardel da Silva Ribeiro, 22, e Alexandre Sales, 38, que foi o único sobrevivente. Os bandidos anunciaram o assalto, em posse de uma espingarda calibre 38 que foi apreendida, e obrigaram as vítimas a pularem no rio, segundo o delegado Adriano Félix, titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações. As vítimas acabaram morrendo afogadas. 

Segundo Félix, os bandidos, em seguida, fugiram levando a lancha. Conforme o delegado, o motor da embarcação foi vendido por R$ 700 e uma porção de maconha. Os criminosos foram presos nessa terça-feira (27) na Marina do Davi. Todos confessaram e revelaram ter feito no mínimo dez roubos semelhantes. Eles foram autuados por latrocínio e associação criminosa.

Publicidade
Publicidade