Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
POLÍCIA

Trio é preso suspeito de envolvimento na morte de advogado em Manacapuru

Advogado foi morto a tiros no dia 14 de março na frente da própria casa. Dois suspeitos continuam foragidos



suspeitos.jpg
Thiago Freitas, Samuel Matos e José Matos foram presos por envolvimento na morte do advogado (Foto: Divulgação)
06/04/2018 às 16:41

Três homens foram presos por participação na morte do advogado Marcelo Aguiar Cunha, morto no dia 14 de março deste ano, em Manacapuru, interior do Amazonas. Ele conversava na frente de sua casa, com um amigo chamado Augusto, quando foi baleado por um homem. O advogado morreu na hora e Augusto, o Guto, que era o alvo do pistoleiro sobreviveu ao atentado.

As prisões ocorreram nos dias 28 de março e 2 de abril. Os envolvidos na morte são Samuel da Costa Matos, o irmão José Daniel Costa Matos e Thiago Azevedo Freitas. Todos foram presos em cumprimento a mandados de prisão preventiva, segundo informou o delegado Rodrigo Torres, titular da Delegacia de Manacapuru. Dois suspeitos estão foragidos.

Torres ainda acrescentou que o advogado foi morto por engano e que o alvo era Augusto. A motivação seria uma dívida entre o trio e o alvo.

Segundo o delegado, a Augusto relatou em depoimento que trabalhava para Samuel e que o mesmo ficou lhe devendo dinheiro, que por conta disso resolveu pegar um carro da empresa como garantia de pagamento.

As investigações apontam que Samuel contratou dois homens, Ricardo Patreze e um adolescente de 17 anos, para cometer o crime. A dupla segue foragida. Patreze, conhecido como "Box", é pistoleiro do município e é apontado como autor de outras mortes.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.