Terça-feira, 29 de Setembro de 2020
Mandados

Trio suspeito de transportar R$ 2 milhões em drogas é preso

As ações da Polícia Civil foram cumpridas em Manaus, Tabatinga e no município de Iranduba. Veículos foram apreendidos



photo5017151680613034049_2D20575D-AB0A-4BAA-8C2D-B9132D03AF43.jpg Foto: Winnetou Almeida
12/08/2020 às 16:27

Três pessoas foram presas, na manhã desta quarta-feira (12), durante cumprimento a mandados de prisão onde elas são acusadas de tentar transportar cargas de drogas avaliadas em mais de R$2 milhões. As ações da Polícia Civil foram cumpridas em Manaus, Tabatinga e no município de Iranduba [distantes 1.106 e 40 quilômetros, respectivamente, da capital amazonense]. Com eles, também foram apreendidos três veículos.

De acordo com o diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), delegado Rafael Allemand, o grupo criminoso já estava sendo investigado há, pelo menos, três meses. No entanto, uma denúncia anônima, feita na semana passada, delatou que em um caminhão de mudanças, no bairro Mauazinho, zona leste da cidade, os suspeitos armazenavam grandes quantidades de maconha do tipo skunk e cocaína.

Após a chegada da Polícia Civil ao local, o cão farejador Odin acusou cerca de 143 quilos dos materiais entorpecentes escondidos em diversos móveis, que teriam como destino o estado do Pará.

"Já estávamos investigando em um tempo árduo de três meses. Após uma denúncia anônima, fomos ao local e, com a ajuda do agente Odin, conseguimos detectar o material. Na ocasião, ninguém havia sido preso. O motorista, ao depor, nos disse que não tinha conhecimento da droga", afirmou Allemand.

Ainda conforme o delegado, as três pessoas presas são as proprietárias da empresa de caminhões de mudança; uma delas responde como pessoa jurídica e tem contrato como responsável pela mudança de militares que atuam no Amazonas.

"Eles possuem um contrato de mudanças. Inclusive, utilizaram os dados de um militar - de quem fizeram a mudança no ano de 2019 - para burlar e tentar simular novamente a mudança dele. Eles 'abarcavam' alguns dos móveis que ficavam para esconder o material entorpecente, que tinha como destino o Estado do Pará. Também têm uma empresa aqui e uma filial em Tabatinga, local suscetível por fazer fronteira com a Colômbia", acrescentou Allemand.

A polícia afirmou, ainda, que o grupo agia há dez anos, "mas nunca havia caído". Os criminosos, antes de serem presos, chegaram a arquitetar a morte de uma pessoa, que era apontada como quem havia feito a denúncia. Com eles também foram apreendidos um veículo preto, modelo S10, um Hyundai HB20, de cor preta, e outro carro, modelo G7, de cor branca. Eles foram autuados por tráfico de drogas e, após os procedimentos policiais, deverão ser encaminhados para uma audiência de custódia.



News fe58c969 f689 427d bdc3 fb9389c2f509 adee0aa5 fa35 42f7 850c 32125f8d473c
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.