Sábado, 23 de Janeiro de 2021
ESPERANÇA

Amazonas seleciona voluntários para teste com vacina contra HIV

A pesquisa, uma parceria público-privada internacional, está na fase 3, que corresponde a avaliação da eficácia da vacina com potencial de prevenção ao HIV.



HIV1_C5FD7B8F-CF34-45A2-976F-D595AABD4B5D.jpg
02/12/2020 às 17:24

O Instituto de Pesquisa Clínica Carlos Borborema (IPCCB) vinculado a Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT) está selecionando voluntários para os estudos clínicos da vacina contra HIV, o vírus causador da AIDS. A pesquisa está na fase 3, que corresponde a avaliação da eficácia da vacina com potencial de prevenção ao HIV.

Um dos candidatos a participar do estudo é o designer Raphael Batista, de 31 anos.  Ele ficou sabendo da seleção por meio de uma amiga através das redes sociais e buscou mais informações antes de preencher o formulário. Após a inscrição, ele foi um dos primeiros a ser chamado para a entrevista e atendimento com a equipe de saúde da instituição.



“Acho importante fazer parte de algo maior que pode beneficiar não só a minha comunidade LGBTQIA+, como todas as pessoas sexualmente ativas, sejam queer ou não”, afirmou. “Fui atendido e tudo foi explicado detalhadamente, passei por teste sobre meus conhecimentos, exames clínicos e laboratoriais, mas ainda não fui selecionado”.

A meta dos pesquisadores é recrutar 3.800 pessoas entre as 55 instituições participantes nas Américas do Norte e do Sul e na Europa, sendo oito no Brasil. Em Manaus, o estudo da vacina preventiva ao HIV recrutará 100 voluntários. Com isso, o designer ressaltou a importância da pesquisa, a qual poderá prevenir o HIV. “Quando criança, vi a dor que é passar por complicações do HIV de perto, e é incrível poder participar de algo que pode chegar um dia a evitar a dor de tanta gente”, conta ele, que perdeu o tio em decorrência das complicações da doença.

“No meio há um grande tabu, só soube de suas causas anos depois. São feridas e estigmas como esses que precisam ser desmistificados. Só a consciência de algo, leva a melhora. Espero ser recrutado, mas com a consciência de que é um estudo, não busco a minha imunização e sim, a participação na construção de algo maior”, finalizou o jovem.

VOLUNTÁRIOS SÃO RECRUTADOS

Quem tiver interesse em ser voluntário no estudo deve preencher um formulário no site do Instituto de Pesquisa Clínica Carlos Borborema (IPCCB) - acesse clicando aqui. O perfil da pessoa será estudado, a equipe da pesquisa fará a avaliação e dará um retorno para o possível candidato.

Vale destacar que somente o público alvo participará dos estudos. Entre os critérios para o estudo clínico estão: possuir idade entre 18 a 60 anos; HIV negativo; quem atualmente não está usando PrEP; no momento não tem interesse em usar PrEP; moradores de Manaus e proximidades; homens cisgêneros e pessoas trans que fazem sexo com homens cisgêneros e / ou pessoas trans. Caso o participante seja selecionado, o voluntário será acompanhado pela equipe médica durante todo o estudo, ou seja, ele retornará à unidade de saúde periodicamente.

ESTUDO MOSAICO

O esquema de vacina estudado no “Mosaico” (HVTN 706/HPX3002) tem como objetivo prevenir o contágio de HIV-1 a partir de ampla variedade genética de cepas virais responsáveis pelas infecções em todo o mundo.

A pesquisa é uma parceria público-privada entre a Janssen Vaccines & Prevention B.V., parte das empresas farmacêuticas Janssen da Johnson & Johnson, o HIV Vaccine Trials Network (HVTN) e o National Institute of Health (NIH). Participam do ensaio clínico 55 instituições de saúde nas Américas do Norte e do Sul e na Europa, sendo oito no Brasil.

Sobre o IPCCB

O Instituto de Pesquisa Clínica Carlos Borborema (IPCCB) é um grupo de pesquisa interdisciplinar, multiprofissional e interinstitucional dedicado ao estudo das principais doenças infecciosas na Amazônia Brasileira. O IPCCB é mantido e patrocinado pela Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), órgão da Secretaria de Estado de Saúde (Susam).

Atualmente o Instituto funciona como um consórcio firmado pela FMT-HVD com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e o Instituto Leônidas & Maria Deane (Fiocruz Amazônia). As principais linhas de pesquisa são: malária, arboviroses, infecções sexualmente transmissíveis, hepatites, tuberculose, acidentes por animais peçonhentos, entre outros agravos relevantes para a população da Amazônia.

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.