Publicidade
Interior
ESTRATÉGIA

Com 152 suspeitas de sarampo, Manacapuru recebe 10 mil doses extras de vacina

Estratégia tem como principal função intensificar as ações de vigilância em saúde e assistência aos pacientes com suspeita da doença 11/06/2018 às 17:31 - Atualizado em 12/06/2018 às 09:41
Show show vacina  o agora
Foto: Arquivo A Crítica
acritica.com Manaus (AM)

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), unidade da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), instalou em Manacapuru, município a 68 quilômetros de Manaus, uma Sala de Situação de Resposta Rápida em Sarampo. A estratégia, conforme explica o secretário estadual de Saúde, Francisco Deodato, tem como principal função intensificar as ações de vigilância em saúde e assistência aos pacientes com suspeita da doença. O município já registrou 152 casos suspeitos de sarampo. Nenhum ainda confirmado.

De acordo com o diretor-presidente da FVS, Bernardino Albuquerque, a instituição encaminhou para Manacapuru 10 mil doses a mais da vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo. “As doses extras são para a realização das ações de varredura e dos bloqueios necessários às pessoas que mantiveram contato com os casos suspeitos", disse ele.

Albuquerque salienta que continuam em Manacapuru, por tempo indeterminado, técnicos da FVS, na área de epidemiologia e educação em saúde. "A Sala de Situação está em pleno funcionamento e está identificando e mapeando onde estão sendo notificados casos da doença. Até o momento, 18 bairros na área urbana e 14 comunidades rurais apresentam notificações de sarampo'', informou.

Segundo Albuquerque, Manacapuru apresenta baixa cobertura vacinal. É preciso, portanto, que as pessoas procurem as unidades de saúde do município para a imunização. "O sarampo é uma doença imunoprevenível, ou seja, pode ser evitada através da vacina, que está disponível em todas as unidades da rede atenção básica”, afirmou.

Plano de intensificação - O sarampo, que há 15 anos não era notificado no Amazonas, voltou a preocupar as autoridades de saúde em fevereiro deste ano, com o surto da doença no estado vizinho de Roraima, a partir dos casos introduzidos pelas áreas de fronteira com a Venezuela. Desde os primeiros casos de sarampo identificados em Boa Vista/RO, a FVS passou a executar um plano de intensificação das ações de vigilância epidemiológica, com foco na doença, em todo o Estado.

Em Manacapuru, 42% dos casos suspeitos são entre pessoas de 15 a 29 anos e 35% são menores de cinco anos de idade. “A FVS está procurando integrar a área da educação às ações que estão sendo realizadas, buscando sensibilizar esse público formado por estudantes”, destacou Albuquerque, complementando que a prevenção à doença deve ser vista como compromisso de todo cidadão.

Visita

No último sábado (09/06), a FVS realizou visita técnica em Manacapuru, com a participação de técnicos da Susam e da secretária executiva adjunta de Atenção Especializada do Interior, Edylene Santos. Na ocasião, Edylene Santos destacou a importância da integração de toda a rede de atenção à saúde, para buscar as melhores estratégias de combate à doença.

"Estamos em momento crítico, tendo em vista o início das comemorações juninas, jogos da Copa e festas temáticas em várias cidades do interior. Esses espaços de festividade têm como característica aglomerações que facilitam a incidência de doenças transmissíveis, como é o caso do sarampo. O vírus do sarampo é extremamente contagioso e seu período de transmissão é de 10 dias, por isso, é essencial que a população procure as unidades de saúde para se vacinar. Essa é a forma mais efetiva para evitar a doença", alertou.

Treinamentos

O diretor de Assistência Médica da Fundação Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), Antônio Magela, que é médico infectologista, irá realizar treinamento em Manacapuru, na próxima quarta-feira (13/06) para médicos e enfermeiros da rede de atenção à saúde. Serão duas turmas – a primeira no horário das 10h às 12h e a segunda das 14h às 16h.

Na área de educação, o treinamento será às 10h, com os gestores do setor, tanto do município quanto do Estado. A capacitação será conduzida pela diretora técnica da FVS, Rosemary Costa Pinto, que discorrerá sobre a situação epidemiológica da doença no município. 

Boletim

De acordo com o último boletim da Sala Estadual de Resposta Rápida para Surto de Sarampo do Amazonas, 11ª edição, divulgado no dia 06/06, o Estado tem 905 casos notificados da doença, sendo 842 em Manaus.

Publicidade
Publicidade