Apreensão

Polícia Federal apreende 1,5 tonelada de maconha e lancha no Rio Negro

Embarcação era utilizada para transportar o material entorpecente, avaliado em R$ 20 milhões

Thiago Monteiro
20/01/2022 às 21:54.
Atualizado em 08/03/2022 às 15:56

(Foto: Divulgação)

Agentes da Polícia Federal (PF) apreenderam 1,5 tonelada de maconha, do tipo “Skunk”, avaliadas em R$ 20 milhões, no Rio Negro na manhã desta quinta-feira (20). De acordo com a PF, uma lancha foi apreendida durante a ação.

Ainda conforme informações da assessoria de imprensa da PF, a lancha era utilizada para transporte de entorpecentes e outros itens, que ainda são objetos de investigação da PF.

A apreensão ocorreu após trabalhos de inteligência e fiscalização por parte da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) e do Grupo de Pronta Intervenção desta Superintendência da PF.

Segundo agentes da PF, ninguém foi preso durante a operação, porém, a assessoria de imprensa da PF informou que será instaurado um inquérito policial, através de portaria para apurar a autoria do crime e investigar a organização criminosa responsável pela carga.

Skunk

O skunk é uma espécie de maconha que possui uma maior concentração de THC. Agentes da PF informaram que o material apreendido já está no depósito.

Operação Rastro

Na manhã desta quinta-feira (20), a Polícia Federal também deflagrou também a Operação Rastro, que tem por objeto investigar um suposto esquema de tráfico transnacional de droga, por meio de trilhas clandestinas que ligam o Brasil e a Bolívia. Durante a operação foram cumpridos um mandado de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva, em Campo Grande (MS).

As investigações tiveram início em janeiro de 2021, com a prisão em flagrante de um cidadão brasileiro e a apreensão de um menor, também brasileiro, por estarem transportando cocaína proveniente da Bolívia.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por