Sexta-feira, 15 de Outubro de 2021
Investigação

Vereador de Tabatinga vítima de atentado em Manaus foi alvo da Operação Áquila da Polícia Federal

Segundo ele, atentado teria sido motivado por sua posição oposicionista ao atual prefeito de Tabatinga, Saul Nunes Bemerguy



show_vereador-atentado_DCE3F9F3-014A-4F4F-86E3-689CBF4FEA8E.jpeg Foto: Reprodução
09/09/2021 às 18:28

O vereador de Tabatinga Olímpio Guedes (PSD), que sofreu um atentado a tiros na última terça-feira (7), na avenida Cosme Ferreira, bairro Coroado, Zona Leste de Manaus, responde na Justiça Federal por tráfico de drogas e foi um dos alvos da Operação Áquila, organizada pela Superintendência da Polícia Federal no Amazonas.

Olímpio relatou que a tentativa de homicídio ocorreu por causa da sua atuação oposicionista contra o prefeito de Tabatinga, prefeito Saul Nunes Bemerguy (MDB). O vereador é autor de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar gastos na educação no município.

O CRIME

Guedes foi atingido com um tiro no braço durante o atentado. Segundo ele, seis disparos foram efetuados pelos criminosos nas proximidades do estádio Carlos Zamith. O caso foi registrado na Polícia Federal, que investiga a tentativa de homicídio.

OPERAÇÃO ÁQUILA

De acordo com a Justiça Federal, a Operação Áquila investigava uma organização criminosa especializada no tráfico de drogas entre a cidade de Manaus e Tabatinga. A ação que ocorreu em outubro do ano passado visou cumprir cinco mandados de prisão e dez de busca e apreensão.

A Polícia Federal desencadeou os trabalhos, porque em maio de 2020, duas pessoas foram presas no aeródromo de Flores, na Zona Centro-Sul, após pousarem um avião de pequeno porte com 130 kg de drogas.

DECISÃO

Em dezembro do ano passado, o juiz Luís Felipe Pimentel da Costa, da 4ª Vara Federal indeferiu um pedido de revogação de prisão temporária de Olímpio Guedes.




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.