Publicidade
Manaus
ROUBOS

A cada 57 minutos uma moto é roubada em Manaus, segundo levantamento da SSP

O número de motos levadas por bandidos mais que dobrou na capital amazonense no primeiro semestre deste ano 11/10/2017 às 16:57 - Atualizado em 11/10/2017 às 17:37
Show 21
Imagem: Euzivaldo Queiroz
Silane Souza Manaus (AM)

O número de motocicletas furtadas e roubadas em Manaus cresceu mais de 140% no primeiro semestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. No total, foram contabilizados 5.316 furtos e roubos de motos, o que representa uma ocorrência a cada 57 minutos. Os dados constam em um levantamento da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM), ao qual jornal A CRÍTICA teve acesso com exclusividade.

Entre janeiro e julho de 2017, os furtos totalizaram 2.252 casos, enquanto o número de roubos foi de 3.064. Índices bem superiores aos registrados em igual período de 2016, quando foram furtadas 935 motocicletas e roubadas outras 1.279 na capital. Os aumentos foram de 140,8% (furtos) e 139,5% (roubos), mas a taxa de motos recuperadas pela polícia não acompanhou o mesmo ritmo de crescimento: apenas 43,8% das motos furtadas e roubadas este ano foram recuperadas pela polícia.

A delegada adjunta Sansha Sodré, da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), afirma que a principal destinação das motocicletas furtadas e roubadas na capital ainda é o desmanche. “Os autores (dos crimes) roubam e furtam para subtrair suas peças e vendê-las. Mas muitas dessas motos também são enviadas para o interior e outros estados da Federação, principalmente o Pará”, disse.


Arte: Thiago Rocha

Ela lembrou que em maio deste ano, uma operação da Polícia Civil do Amazonas em conjunto com a Polícia Civil do Pará recuperou 71 veículos, sendo 55 motocicletas, oriundos de roubos e furtos em Manaus e que foram adulterados e circulavam com documentos falsos em cidades daquele estado. Em desdobramento da ação, no início do mês passado, uma quadrilha especializada nesse tipo de crime foi desarticulada.

Entre os cinco presos estava uma funcionária do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) que emitia a documentação necessária para a circulação dos veículos furtados e roubados pela quadrilha em Manaus. “E no Pará ainda tem pessoas que estão com mandado de prisão em aberto que não conseguimos cumprir”, revelou a delegada adjunta da Derfv.

Denúncias dispararam

Há um ano, as informações de veículos furtados ou roubados em Manaus são divulgadas nos painéis eletrônicos luminosos que o Detran-AM tem espalhados pela cidade. A medida, de acordo com a delegada adjunta Sansha Sodré, aumentou o número de denúncias.  Isso porque a ferramenta veicula não só as informações dos veículos, mas também o número do disque-denúncia da Derfv: (92) 99347-2700.

“Nós temos recebido muitas denúncias em decorrência dessa parceria, tanto de veículos roubados e abandonados quanto de locais de desmanche de veículos. É muito válido porque é uma ferramenta de divulgação que aproxima a polícia da sociedade”.

“Antes, até colocar a restrição de roubo e furto do veículo para os outros órgãos poder consultar decorria um tempo de aproximadamente duas horas. Agora, no momento que a vítima chegar a Derfv para registrar a ocorrência, o investigador pega todas as informações básicas, transmite para o sistema e imediatamente o aviso do roubo e furto aparece nos painéis do Detran-AM”, completou Sansha Sodré.


Foto: Euzivaldo Queiroz

B.O para restringir

A delegada destacou que, ao ter o veículo bem furtado ou roubado, a primeira providência da vítima é comparecer a Derfv para fazer o registro de ocorrência. Só depois de registrado o boletim de ocorrência (B.O) que a restrição de roubo ou furto é colocada no registro do veículo e as informações são divulgadas pelos painéis do Detran-AM pela cidade.

“Com isso todos os órgãos de segurança pública têm conhecimento do fato e onde a motocicleta for localizada poderá ser apreendida e posteriormente devolvida ao real proprietário”, enfatizou a delegada Sansha Sodré. A Derfv fica localizada na avenida Professor Nilton Lins, nº 345, bairro Flores, Zona Centro-Sul.

Zonas e motos ‘preferidas’

A delegada Sansha Sodré afirmou que as zonas Norte e Leste da capital amazonense apresentam a maior incidência de furto e roubo de motos, sendo que os modelos mais visados pelos criminosos são os populares da marca Honda (Bros, CG, XL 300, entre outros). Os modelos de menor cilindrada, como a Biz, por não possibilitarem agilidade na fuga, costumam ser poupados.

Atenção redobrada

A delegada Sansha Sodré orienta os donos de motocicletas a tomar medidas de segurança para dificultar ao máximo o trabalho dos criminosos, como colocar trava, deixar a moto estacionada dentro de garagem para evitar o furto e manter a atenção ao seu redor no caso dos roubos.

LEIA MAIS

Seis pessoas são presas, 30 bares fechados e 1,9 mil veículos vistoriados durante operação

PM resgata macaco vítima de maus tratos dentro de oficina com moto roubada

Publicidade
Publicidade