Sábado, 24 de Agosto de 2019
Manaus

A Grande Família arrebata 'Estandarte do Povo' edição 2013

O prêmio criado pela Rede Calderaro de Comunicação (RCC) na década de 1970, premiou sete categorias este ano, as quais foram avaliadas por cinco jurados



1.jpg A grande família recebe Estandarte do Povo
11/02/2013 às 18:04

O Grêmio Recreativo Escola de Samba ‘A Grande Família’ foi o grande vencedor do prêmio ‘Estandarte do Povo’ edição 2013, idealizado pela Rede Calderaro de Comunicação (RCC) na década de 1970 e reeditado em 2013. Dos sete quesitos avaliados por cinco jurados, a escola foi a melhor em quatro: Harmonia, Comissão de Frente, Enredo e Samba Enredo.

“Este prêmio coroa um trabalho desenvolvido durante meses. O ‘Estandarte’, para nós, foi melhor que o título oficial do Carnaval deste ano, pois esse sim foi julgado com respeito e responsabilidade”, disse o vice-presidente da agremiação, Almir Inácio da Silva. A escola foi a quarta na classificação geral do Carnaval 2013, conforme o resultado oficial divulgado nesta tarde (11/02).

O prêmio Estandarte do Povo elegeu a melhor escola do Carnaval 2013 na visão popular e foi concedido a partir da avaliação de cinco jurados. São eles: Aruana Brianezi – diretora de Redação do jornal A Crítica -, Leandro Tapajós – editor do portal acritica.com e artista plástico -, Mário Adolfo – diretor de Redação do jornal Amazonas Em Tempo -, Lia Sampaio – professora titular do curso de Dança da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) – e Júlio Pedrosa – jornalista. Os quesitos julgados foram Bateria, Harmonia, Fantasia, Mestre-Sala e Porta-Bandeira, Enredo e Samba Enredo.


A Mocidade Independente de Aparecida, campeã do Carnaval 2013, angariou os prêmios de melhor Bateria e Mestre-Sala e Porta-Bandeira, ficando em segundo lugar no Estandarte do Povo. Já a Reino Unido da Liberdade foi considerada a melhor no quesito Fantasia, e ficou em terceiro na premiação.

A Grande Família desfilou ao som do enredo ‘Meta a Boca Manaus’, em homenagem ao programa de TV dirigido pelo apresentador Waisser Botelho, advogado e jornalista. A letra ressaltava a força popular para enfrentar os problemas sociais e o poder da denúncia, além do trabalho realizado nas comunidades da capital. O vice-presidente da escola explicou que a agremiação nasceu em 1986 como bloco carnavalesco e tem como berço o bairro São José Operário.

Almir Inácio ressaltou que a escola não se deu por satisfeita com o resultado oficial deste ano, mas disse que respeita a decisão dos jurados do evento e afirma que a escola irá lutar para se consagrar campeã em 2014. Entre o diferencial apresentado em 2013 na avenida ele destaca o desempenho da bateria da escola, que inovou com uma comissão de sete membros, o mais novo deles com 19 anos de idade; e a Comissão de Frente da agremiação. A escola desfilou com seis alegorias e 4,2 mil foliões.

“Embora o resultado do Carnaval não tenha sido satisfatório, este prêmio é muito importante para a escola, ainda mais vindo de um grupo tão grande e importante como a Rede Calderaro, até porque, o Carnaval é feito para o povo”, comentou, explicando que esta é a quarta vez que a agremiação arrebata o prêmio.

Para a diretora de Redação do Jornal A Crítica, Aruana Brianezi, “o Estandarte 2013 vai, com justiça, para a escola que empolgou como nenhuma outra o público na avenida. Apesar de também analisarmos critérios técnicos, que são a base do prêmio oficial, o Estandarte consegue ir além deles. O prêmio da RCC cumpre a função de aclamar a agremiação que mais tocou o coração do povo”, destacou.

Após a reedição do prêmio, criado pelo fundador da RCC, Umberto Calderaro, a ideia é que ele aconteça anualmente, sem interrupções, frisou o coordenador de Marketing da Rede, Rodrigo Barros.


Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.