Publicidade
Manaus
EXPECTATIVA

A menos de um mês, Natal empolga a população e anima o comércio em Manaus

Decoração das casas começou a ganhar forma e mercadorias em lojas estão a postos para receber os clientes. Cidade também deve receber acessórios para o período natalino 26/11/2016 às 05:00
Show natal
No Centro, a proximidade das festas de fim de ano já aquece as vendas (Foto: Clóvis Miranda)
Kelly Melo Manaus (AM)

Aos poucos as casas vão ganhando cor e as luzes começam a brilhar em cada esquina. As árvores natalinas são tiradas do armário e passam a compor a decoração da sala de casa, dos departamentos públicos e dos salões. O comércio também se prepara para o período, que é um dos mais esperados do ano pelos lojistas, especialmente aqueles que vendem artigos natalinos. Nas lojas, estoques de bonecos de ‘Papai Noel’ e “piscas-piscas”, entre outros itens, estão a postos, nas prateleiras, à espera dos clientes. 

Em época de Natal é preciso deixar o ambiente propício e, assim, o clima vai contagiando cada pessoa. Quem passa em frente à casa da professora aposentada Dalva Santiago de Farias, na rua Maceió, no bairro Adrianópolis, na Zona Centro-Sul, não tem como não admirar o presépio montando no quintal da residência.

Além do menino Jesus deitado na manjedoura, ao lado de José e Maria, outros personagens também estão ali representados: o anjo Gabriel e os três reis Magos. Ao lado do presépio, o Papai Noel é outro personagem que chama a atenção, principalmente da criançada. “Isso virou tradição, desde a época da minha mãe. Sempre montei o presépio dentro de casa, mas há uns 20 anos decidi levá-lo para fora. Hoje em dia, as pessoas param aqui na frente para fazer fotos”, contou a aposentada.

Assim como ela, muitas pessoas costumam enfeitar suas casas para o Natal, costume que, mesmo ainda tímido a pouco mais de um mês da festa, a cada dia vai tomando mais ruas da capital.

Comércio aquecido

No comércio não é diferente. Embora muitas lojas ainda não tenham entrado no clima de Natal, outras já apostam no “filão” para atrair a clientela. É o caso de uma loja de bijouteiras localizada na avenida Eduardo Ribeiro, no Centro. “A gente aposta nisso porque os clientes gostam de ver. As vendas começaram a aquecer e nós precisamos apostar em um diferencial para conquistar os compradores”, explicou a funcionária Daniele Miranda, 33.

Em uma loja de roupas infantis na avenida 7 de Setembro, também no Centro, a direção contratou até um vitrinista para cuidar da imagem do estabelecimento, pensando no Natal. A árvore já está montada e, aos poucos, a vitrine principal vai ganhando a “cara” do Natal. “Nós estamos decorando toda a loja e este  ano vamos ter um diferencial porque, a partir de dezembro, o Papai Noel vai estar aqui conosco, para a alegria da criançada”, afirmou.

Crise

Pela tradição, a decoração Natalina deve ser iniciada no domingo mais próximo do dia 30 de novembro.  Mas o que se vê em toda a cidade é que poucas pessoas seguem esses ritos.

Para a comerciante Caroline Brunet, 24, que mora no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste, hoje em dia as famílias deixam para “decorar a casa” em datas mais próximas ao dia 25 de dezembro ou até abrem mão dessa tradição. “É que as pessoas não querem mais ser extravagantes, evitam o desperdício de dinheiro, principalmente com essa crise. Lembro que quando eu era criança, em épocas como essa as casas dos vizinhos estavam todas arrumadas, com luzes. Mas ainda acredito da magia do Natal”.

Ela e o marido também lembraram da decoração que as principais avenidas recebiam nessa época. “Ver uma cidade ornamentada, iluminada, nos leva a entrar no clima de Natal. Mas ainda não vimos isso aqui no nosso bairro, na nossa cidade”, explicou.

O ciclo natalino encerra no dia 6 de janeiro, no dia de Reis, quando se comemora a chegada dos Três Reis Magos a Belém, quando a árvore de Natal e demais decorações devem ser desmontadas.

Levantamento

Em nota, a Prefeitura de Manaus informou que a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh) está em fase de levantamento do material que foi usado em anos anteriores para começar a decoração de Natal deste ano nas ruas da cidade.

Publicidade
Publicidade