Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
ELEIÇÕES

A três dias do início da campanha, candidatos ao governo têm maratona de compromissos

Dentre os seis candidatos anunciados nas convenções, quatro fecharam coligações com outras siglas e destacam as redes sociais e a atuação nos municípios



televisao-1534130593.jpg Foto: Agência Brasil
13/08/2018 às 06:20

A três dias do início oficial da campanha eleitoral, os candidatos ao Governo do Estado se preparam para uma maratona de compromissos na capital e municípios. Dentre os seis candidatos anunciados nas convenções partidárias, quatro fecharam coligações com outras siglas e destacam as redes sociais e a atuação nos municípios  como principais estratégias para os próximos meses.

Primeiro a confirmar a candidatura oficialmente, Wilson Lima (PSC) disse, por meio de sua assessoria, que está se preparando principalmente para a dinâmica de entrevistas. “Apesar de ser jornalista e isso fazer parte da sua rotina profissional, Wilson agora está do outro lado”.

Para o senador e candidato ao governo, Omar Aziz (PSD),  é preciso considerar a duração do calendário   eleitoral. Por meio de nota, o candidato afirma que é necessário otimizar o tempo e  que irá  utilizar “todos os recursos disponíveis para estar próximo ao eleitor e apresentar suas propostas: nas redes sociais, nas ruas, visitando os municípios, além do programa eleitoral obrigatório de rádio e televisão”.

Na disputa pela reeleição, Amazonino Mendes (PDT) informou na última sexta-feira (10) que não participará de entrevistas ou debates sobre o pleito até o início oficial da propaganda no rádio e TV, previsto para final de agosto. No mesmo dia, o governador publicou  uma foto abraçado com populares possuindo a frase: “Vocês hão de entender que eu sou filho do interior. Eu tenho essa cor de caboclo, esse jeito caboclo, porque é a minha natureza”. Nos dias seguintes publicações em homenagem ao dia do estudante, do advogado e dos pais também foram realizadas.

Já o deputado David Almeida (PSB), além de candidato ao governo, também segue como presidente da Assembleia Legislativa  do Amazonas (ALE-AM). De acordo com ele, o seu mandato à frente da Casa não será prejudicado pela campanha. “Como presidente da ALE–AM eu seguirei administrando o Poder, cumprindo com as minhas responsabilidades de gestor e parlamentar. Como candidato ao governo eu buscarei ir ao encontro das pessoas, na capital e no interior, antes e depois dos expediente, bem como nos dias de folga e finais de semana”, disse

Chapas ‘Puro Sangue’

Apenas dois partidos com candidatos majoritários para o pleito estadual seguem sem alianças e com a possibilidade de deter um tempo reduzido  da propaganda eleitoral devido a ausência de coligações: PSTU e PSOL. Desta forma, as duas siglas  apostam em diferentes estratégias de campanha para alcançar seu eleitorado.

Disputando ao pleito com o candidato Sidney Cabral ao governo, a assessoria do PSTU afirma que as redes sociais serão utilizadas para divulgar as propostas e ideais  do partido. No dia 16,  a sigla  pretende promover uma caminhada para divulgar suas candidaturas. O local e horário ainda  serão definidos pelo partido. Segundo o PSTU, ações de planfletagem em portas de fábricas e em bairros periféricos também fazem parte da estratégia, assim como  palestras sobre o socialismo.

Por meio de nota, o PSOL afirmou que o candidato ao governo Berg da UGT e Ilzanete Campos, vice governadora, já estão iniciando os diálogos com comunidades por meio de reuniões com o eleitorado. A participação em sabatinas e entrevistas também será oportunizada pela sigla. Hoje, Berg e sua vice realizam entrevista com acadêmicos e profissionais da área de comunicação a partir das 16h, no auditório da Universidade Nilton Lins, bairro Parque das Laranjeiras.

O dia 24 de agosto é a data-limite para os acertos entre os tribunais eleitorais e os partidos sobre o tempo de propaganda.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.