Domingo, 18 de Agosto de 2019
Ajuda do Exército

Abastecimento na Zona Leste ganhará reforço de carros-pipa, diz prefeitura

A medida é para tentar amenizar os transtornos causados à população por conta de uma falha detectada, pela empresa Manaus Ambiental, na bomba de captação bruta da Estação de Tratamento de Água (ETA) do Proama



pipa.JPG Os carros-pipa são fornecidos pelo Exército brasileiro / Foto: Reprodução/Internet
07/06/2016 às 15:38

A exemplo do que aconteceu em 2014, quando uma balsa abalroou a plataforma de captação do Programa Águas para Manaus (Proama), o prefeito Arthur Virgílio Neto já solicitou, mais uma vez, a parceria com Exército Brasileiro para que, a partir desta quarta-feira, 8, haja o reforço no fornecimento emergencial de água para os moradores da Zona Leste da capital.

O prefeito está em Brasília (DF) apresentando projetos e tratando do desembaraço de recursos federais para a cidade, mas monitora os transtornos causados à população por conta de uma falha detectada, pela empresa Manaus Ambiental, na bomba de captação bruta da Estação de Tratamento de Água (ETA) do Proama.

“Água é fundamental na vida das pessoas e não podia ficar omisso a essa situação. Desde o início da minha gestão, lutei para colocar o Proama em funcionamento e, mais ainda, para solucionar o reparo na plataforma em um acidente ainda hoje mal explicado”, lembrou o prefeito. “Agora, precisamos novamente unir forças para minimizar os impactos aos moradores da Zona Leste”, finalizou Arthur.

De acordo com o coordenador da Unidade Gestora de Projeto Municipal de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário (UGPM Água), Sérgio Elias, mais de dez carros-pipa da Manaus Ambiental já estão atendendo as áreas mais altas da Zona Leste, onde o abastecimento racionado não consegue alcançar, devido à baixa pressa pressão da água.

“Por determinação do prefeito, enviamos um ofício ao Comando Militar da Amazônia (CMA) e a nossa expectativa é de que amanhã (quarta) os carros-pipa do Exército estejam reforçando nesse abastecimento emergencial da população”, explicou Sérgio Elias.

Ainda segundo o coordenador da UGPM Água, já estão sendo fabricadas novas peças para substituição das que foram comprometidas com o travamento da bomba de captação do Proama. Elas estão sendo confeccionadas em uma tornearia local e, ainda esta semana, devem ficar prontas para instalação. “Técnicos especializados estiveram em Manaus para respaldar todo o processo de manutenção. Nosso objetivo é dar uma solução para sociedade no menor tempo possível”, afirmou.

Rodízio no fornecimento

A Manaus Ambiental informou que a ETA Ponta das Lajes é responsável pelo atendimento dos macros setores Jorge Teixeira, Nova Floresta, São José, Mutirão, Cidade de Deus e Núcleo 23.

Com exceção dos macros setores São José, núcleo 23 e Cidade de Deus, os demais estão com abastecimento comprometido e recebem fornecimento de água por escala de dia, até a normalização: Jorge Teixeira I, Jorge Teixeira II, Jorge Teixeira III, Jorge Teixeira IV, Brasileirinho, João Paulo e Santa Inês; Amazonino Mendes, Nossa Senhora de Fátima, Núcleo 16, Núcleo 21, Núcleo 22, Núcleo 24, Amadeu Botelho, Mutirão, Novo Aleixo, Águas Claras e Vila Rica; Nova Floresta, Novo Reino, Nova Conquista, Gilberto Mestrinho, Nova Vitória I, Nova Vitória II, Nova Vitória III e Grande Vitória.

 *Com informações da Secretaria Municipal de Comunicação (Secom)

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.