Terça-feira, 22 de Outubro de 2019
FÁBRICA DE ENXOVAIS

Abrigo procura voluntários e doadores para fabricação de enxovais de mães carentes

Malha para 'conjuntinhos', linha de costura, elástico e muita disposição, compõe a lista de pedidos de ajuda do abrigo 'Lar Batista Janell Doyle'



dsdasadq_F73473EF-BA3B-454E-B388-D5F471F0273C.JPG Foto: Junio Matos
09/09/2019 às 10:43

Com o intuito de ajudar mães carentes que não têm condições de comprar o enxoval do filho, o Lar Batista Janell Doyle, localizado na rua Igarapé de Mauá, no Mauazinho, Zona Leste de Manaus, está fazendo uma campanha chamando voluntários para produzir e doar materiais para a confecção própria dos produtos. A chamada fábrica de enxovais solidários inicia no mês de outubro, mas já está recebendo as doações assim como as inscrições de voluntários. 

A ação, segundo a diretora da instituição, Magaly Araújo, visa ajudar as grávidas atendidas no local, moradoras da área e venezuelanas que tem buscado ajuda. “A gente sempre fez essas doações, mas quando aparecia alguém pedido nem sempre tínhamos tudo, porque as doações ocorrem em uma escala muito pequena e, cada vez que precisávamos, ficávamos correndo em busca do material. Agora com a fábrica, a gente produzindo isso, vai facilitar. Já fica aqui caso alguém precise ser atendido”, explicou.  



De acordo com a diretora a campanha é para os voluntários e para as doações de materiais, que começam a ser confeccionados no dia 5 de outubro. Até quem não sabe costurar pode participar do projeto. 

“A ideia é que a fábrica, como chamamos, fique fixa, por isso precisamos desse apoio da nossa sociedade na doação e no voluntariado. Pode ir tanto quem sabe costurar como quem não sabe, porque as que nãos costuram podem ajudar a dobrar, guardar, organizar e montar a bolsa. Temos trabalho para todas. As pessoas já podem entrar em contato para se voluntariar, assim como fazer a doação dos materiais”, pontuou. 

Na lista de doações tem vários tipos de tecidos, malha para conjuntinhos, linha de costura, elástico e muitos outros. Produtos de higiene e sapatinhos também podem ser doados para a montagem das bolsas que serão entregues para as mães carentes que procuram a instituição. “A gente recebe muitos pedidos de enxovais. Somos uma referência de assistência no Mauazinho e então ali temos um grupo enorme de adolescentes grávidas, muitas mães e agora um número grande de famílias venezuelanas, no barro, que precisam de ajuda. A necessidade é grande”, relatou Magaly.  

Os interessados podem entrar em contato através do telefone (92) 9214-8949 ou comparecer a sede da instituição que fica na rua Igarapé de Mauá, N 01 – Mauazinho. “A gente tem uma lista de materiais e cada lista pode ter mais de um doador de materiais. Porque precisamos de muito material, então por isso pode ser mais de um doador para cada item”, disse a diretora do abrigo.

News 67871831 2375776725837034 8549020935401766912 n b8a48296 b506 45ea 8ef1 41a701c3e456
Repórter de Cidades
Formada em 2010 pela Uninorte, é pós-graduada em Assessoria de Imprensa e Mídias Digitais pela Faculdade Boas Novas. Repórter de Cidades em A Crítica desde 2018.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.