Publicidade
Manaus
Ação

Ação educativa de combate à tuberculose é levada por profissionais à Feira da Panair

Durante a ação, os servidores utilizaram a voz Comunitária da Feira da Panair para divulgar informações sobre os sintomas da doença e a importância da realização de exames em casos suspeitos de tuberculose 28/03/2016 às 17:59
Show campanha executada ubss proxima sexta feira acrima20160328 0028 15
A campanha será executada em todas as UBSs até a próxima sexta-feira, dia 1ºde abril (Divulgação/Semsa)
ACRITICA.COM MANAUS

Profissionais da Unidade Básica de Saúde (UBS) Theodomiro Garrido, do bairro Colônia Oliveira Machado, promoveram nesta segunda-feira (28), ação educativa sobre prevenção e detecção precoce da tuberculose na Feira da Panair, bairro Educandos, Zona Sul.

A ação faz parte da programação da Campanha Municipal de Combate à Tuberculose, coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). A campanha será executada em todas as UBSs até a próxima sexta-feira, dia 1º de abril.

Durante a ação, os servidores utilizaram a voz Comunitária da Feira da Panair para divulgar informações sobre os sintomas da doença e a importância da realização de exames em casos suspeitos de tuberculose. Aproveitando a mobilização, a UBS também ofereceu orientações sobre prevenção de doenças como dengue, zika vírus e febre chikungunya, e fez a distribuição de preservativos, além de oferecer teste rápido para HIV, sífilis e hepatite C.

“A UBS realiza ações de prevenção e controle da tuberculose durante todo o ano, mas aproveitamos a campanha para reforçar orientações e durante esta semana estaremos intensificando ações educativas, distribuição de material informativo e busca ativa de pacientes que apresentam sintomas da doença”, informou a diretora da Unidade de Saúde, enfermeira Kellen Dias da Silva.

De acordo com Marineize Ribeiro de Almeida, assistente social da UBS Theodomiro Garrido, ação na Feira da Panair teve dois focos principais: orientar as pessoas que apresentam sintomas da doença, como tosse por mais de três semanas, para que procurem uma unidade de saúde e façam o exame; e identificar e aconselhar pessoas que abandonaram o tratamento contra a tuberculose para que voltem a procurar o acompanhamento médico.

“Cada paciente que abandona o tratamento contra tuberculose tem potencial para contaminar até 15 pessoas em um período de um ano, incluindo aquelas que convivem em família, no ambiente de trabalho ou de estudo. O tratamento é gratuito e o paciente tem acesso nas UBSs a atendimento médico, de enfermagem e com assistente social, além dos medicamentos necessários. O mais importante é realizar o tratamento para quebrar a cadeia de transmissão da doença”, alertou a assistente social.

Para Rosimar Alves de Azevedo, que há 11 anos trabalha na Feira da Panair, a oferta de informações e serviços de saúde no próprio local de trabalho é essencial para todos os feirantes. “Nós não temos muito tempo para procurar uma UBS porque trabalhamos todos os dias, de segunda a segunda. Como a UBS sempre realiza ações aqui na feira, aproveito para participar e cuidar da minha saúde”, afirmou.

Transmissão

A tuberculose é uma doença infectocontagiosa transmitida pelo contato com o chamado bacilo de Koch. A transmissão é direta, de pessoa para pessoa, e acontece quando alguém com tuberculose expele, ao falar, espirrar ou tossir, pequenas gotas de saliva que contêm o bacilo. O diagnóstico precoce é essencial porque o risco de transmissão é reduzido depois do início do tratamento com os medicamentos adequados.

Além da tosse, a tuberculose apresenta sintomas como febre, sudorese, cansaço, dor no peito, falta de apetite e emagrecimento. Nos casos mais avançados, pode aparecer escarro com sangue.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade