Publicidade
Manaus
Solidariedade

Ação social no Santo Agostinho reforma casa de uma das moradoras mais antigas do bairro

Moradora de 75 anos de idade que tinha casa de madeira em situação de risco recebe moradia totalmente reformada, de alvenaria, após ato solidário de comunitários daquele bairro da Zona Oeste da cidade 01/08/2016 às 09:12 - Atualizado em 01/08/2016 às 11:39
Show donaanalia
Dona Anália parecia não acreditar que sua antiga casa havia sido reformada / Fotos: Winnetou Almeida
Paulo André Nunes Manaus (AM)

Uma ação social realizada por jovens adventistas e comunidade em geral vai dar dignidade de vida para a costureira Anália Ferreira Guimarães, 75. No domingo (31), após 1 mês de espera, ela recebeu sua casa, de número 122 na Rua da Igreja, em Santo Agostinho, Zona Oeste, totalmente reformada com doações a partir do projeto “Missão Calebe” da Igreja Adventista do 7º Dia. A entrega das novas chaves da residência foi marcada por um culto religioso e a presença da comunidade que ajudou a oferecer um dos mais momentos mais felizes na vida da costureira, uma das moradoras mais antigas do Santo Agostinho. 

“Eu moro há mais de 35 anos aqui junto com Jesus Cristo. Sou viúva e não tenho filhos. Minha casa estava quase toda caindo por cima e por baixo. Eu ainda comprei lona em três oportunidades para colocar, mas depois já não adiantava porquê os gatos subiam e rasgavam tudo. Em dias de chuva a situação era difícil: molhava e era bacia pra todo lado”, conta ela, que não sabia que seria beneficiada pela Missão Calebe.

“Eu nem sabia desse projeto. Um sobrinho meu me disse que iria me inscrever no Calebe. Conversei com os membros da missão e eles, que construíam igrejas para ganhar almas pra Jesus, disseram que iriam reformar a minha casa. Depois eu perguntei se iria pagar alguma coisa após a casa estar construída, e eles me disseram que não, que a residência era um presente de Jesus para mim e que só queriam que eu orasse por eles e pelo projeto”, disse a costureira, dizendo que em nenhum momento ficou temerosa em sair de casa - até ontem ela ficou alojada temporariamente na casa de um dos vizinhos, em frente à nova residência. “Fiquei em um hotel cinco estrelas. Só bençãos na nossa vida, desse povo de Deus, porquê só o Senhor é Deus”, destaca a septuagenária.

De acordo com o pastor Shaw Vidal Pedrosa, um dos líderes da Missão Calebe, todo o material de construção que foi empregado na obra veio de doações, bem como a mão de obra, que foi voluntária e onde trabalharam cerca de 25 pessoas.

“As obras iniciaram exatamente há 1 mês e neste quarto domingo a casa foi entregue neste domingo em nome de Jesus”, disse ele, sobre a residência de 12 metros de comprimento por 8 de largura.  “Independente de religião, essa foi uma ação humanitária e social. Há uma frase muito importante que diz ‘faça o bem sem olhar a quem. Esse é o nosso projeto”, conclui o pastor.

A Missão

A Missão Calebe é um projeto da Igreja Adventista do 7º Dia que reúne jovens e moradores de Santo Agostinho para fazer ações sociais. Até igrejas já foram construídas a partir da organização e contribuição da comunidade, mas pela primeira vez se construiu uma casa, diz a organização.                                                                    

Publicidade
Publicidade