Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
zCID0608-203_p01.jpg
publicidade
publicidade

APELO

'Achar o matador é muito importante para nós', diz filho de Armando Freitas

Um mês após o assassinato do ex-deputado, o advogado Glen Wilde Freitas faz apelo para que a população colabore com a polícia nas investigações do crime. OAB/AM oferece recompensa de R$ 5 mil por informações


08/06/2018 às 03:53

O advogado Glen Wilde do Lago e Freitas, filho do advogado Armando de Oliveira Freitas, morto no mês passado no escritório dele, no São Raimundo, na Zona Oeste, fez um apelo para que a população auxilie a polícia na investigação para identificar e prender o pistoleiro que cometeu o crime. “Nós ainda estamos muito tristes. Os filhos menores ainda sentem muita falta dele. Achar o matador é muito importante para nós”, disse ele. 

O apelo foi feito nessa quinta-feira (7) na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Seccional Amazonas, na avenida Umberto Calderaro Filho, no Adrianópolis, na Zona Centro-Sul. A Ordem está oferecendo uma recompensa no valor de R$ 5 mil para quem fornecer informações concretas sobre o paradeiro do assassino do advogado.

O anúncio de recompensa foi feito oficialmente ontem pelo presidente da OAB, Marco Aurélio Choy. “Um grupo de advogados conselheiros da OAB fez uma cota para oferecer essa recompensa. O doutor Armando era muito significativo para nós da advocacia amazonense, um grande criminalista”, destacou Choy. 

O presidente informou que o dinheiro veio dos 81 conselheiros que fazem parte da Ordem. Segundo ele, a OAB está acompanhando o caso e confia no trabalho da Polícia Civil do Amazonas para encontrar os assassinos de Armando Freitas.

Estaca zero

Na terça-feira (5), os representantes da OAB-AM estiveram na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste, e, segundo eles, um mês após o crime, as investigações continuam na estaca zero. O retrato falado do assassino divulgado no mês passado também não surtiu efeito.

De acordo com Marco Aurélio Choy, o que ouviram de delegados da DEHS é que a polícia está trabalhando com pelo menos duas vertentes de investigações na morte do advogado e todas ligadas à questão de terras, mas que até o momento ainda não há nada de concreto.

Informações sobre o paradeiro do assassino do advogado podem ser repassadas pelos telefone (92) 99184-4434 ou pelo 181.

Vítima teria recebido ameaças

De acordo com as investigações, uma das possíveis causas do assassinato do advogado Armando Freitas tem a ver com uma doação de terras.  Anos atrás, a vítima doou um terreno para um parente que morreu posteriormente. O advogado estava tentando anular essa doação na Justiça, mas enfrentava resistência de familiares da pessoa beneficiada. Um desses familiares havia ameaçado a vítima.

Armando Freitas foi assassinado dentro do escritório dele na rua Presidente Dutra, no bairro São Raimundo, na Zona Oeste, por volta das 9h, do dia 4 de maio. Foram três tiros de revólver disparados à queima roupa. A família acredita que o crime foi encomendado e a suspeita dos familiares reforça o relato de uma vizinha, que chegou ao escritório minutos depois de Armando ter sido baleado.

publicidade
publicidade
Homem é encontrado morto com seis tiros na cabeça e mãos amarradas em Manaus
Quatro mandados são cumpridos no Amazonas durante operação Fox
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.