Terça-feira, 20 de Agosto de 2019
Manaus

Acordo garante fim da greve dos vigilantes em Manaus

A nova data-base da categoria passa a valer de 10 de fevereiro, com o primeiro pagamento em 20 de março. O retroativo será negociado em julho



1.gif O Amazonas possui 17 mil vigilantes, 13 mil trabalham em Manaus
13/02/2013 às 19:50

Cerca de seis horas após o início da greve dos vigilantes em Manaus, um acordo firmado entre o sindicato da categoria (Sindevam) e o Sindicato das Empresas de Vigilância e Segurança Privada do Amazonas (Sindesp-AM), a partir da intervenção do prefeito da capital, Artur Virgílio Neto (PSDB), garantiu o fim do movimento grevista que prejudicou, inclusive, parte dos serviços bancários nas agências da cidade nesta quarta-feira de cinzas (13/02). As informações são da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom). Os trabalhos devem ser retomados na próxima quinta-feira.

A assessoria do Sindesp-AM informou que na próxima segunda-feira fecharão o acordo coletivo da categoria. Em reunião iniciada ao meio-dia no Palácio Rio Branco, no Centro, membros da categoria e da entidade patronal negociaram e chegaram a um denominador comum: os 30% a mais no salário garantidos por lei aprovada e publicada em dezembro passado - mas que ainda não foi regulamentada - serão concedidos aos 17 mil trabalhadores de vigilância do Estado. O valor é refente à periculosidade.

Segundo o presidente do Sindesp-Am, Orlando Guerreiro, os vigilantes já recebem o incremento de 20% no salário referente ao risco de vida. “A nova lei estabelece o teto de 30%, por isso, o incremento para o trabalhador será de 10%”, esclareceu.

Em contrapartida, o Sindicato dos Vigilantes concordou em retomar as negociações sobre o retroativo apenas em julho deste ano. Segundo a assessoria do prefeito Artur, a data-base passa a valer em 1º  de fevereiro deste ano com o adicional de periculosidade, o qual será pago em 20 de março. A ata com a assinatura dos participantes foi assinada há alguns minutos. A Semcom informou que a intervenção do prefeito ocorreu após a constatação de que os serviços bancários estavam comprometidos, prejudicando a população.


Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.