Publicidade
Manaus
Manaus

Acusado de assassinato diz não se arrepender de crime, promete se vingar de denunciantes e debocha

Após denúncia de desordem em uma casa, policiais da 20ª Cicom foram ao local e vizinhos disseram que Igor, vulgo “Chupetinha”, era procurado por matar um homem 26/05/2015 às 10:59
Show 1
Igor Ysmarley riu bastante durante coletiva de imprensa na DEHS
JOANA QUEIROZ Manaus

Igor Ysmarley Porto Viana, 19, vulgo “Chupetinha”, foi preso por policiais militares no último domingo (24) por desordem, mas acabou atrás das grades por um crime de assassinato cometido por ele no dia 14 de março deste ano. Igor matou André Teixeira Gonçalves, 39, por estrangulamento.

Igor estava na casa da família, onde PMs da 20ª Cicom atendiam a ocorrência de desordem. Os vizinhos disseram que ele era procurado por ter matado um homem, e Igor, então, foi levado até a delegacia. Ele tinha um mandado de prisão no nome dele pelo homicídio de André.

Em depoimento para investigadores da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Igor confessou o crime e disse que André estava devendo R$ 3 mil para ele, e que por isso o matou no dia 14 de março. O crime ocorreu na rua Tarauacá, bairro Tarumã, Zona Oeste.

Segundo o delegado Ivo Martins, da DEHS, Igor disse ainda que matou André porque este queria matá-lo, e que não se arrepende do que fez. Em coletiva de imprensa, hoje, ele prometeu vingança aos vizinhos que o denunciaram à polícia. Igor será levado para a cadeia.

Publicidade
Publicidade