Terça-feira, 20 de Agosto de 2019
Manaus

Acusados de matar policiais federais no AM irão a júri popular

Entre os acusados, quatro responderão pela morte dos policiais federais Mauro Lobo e Leonardo Matsunaga Yamaguti, pela tentativa de homicídio contra outros dois agentes da Polícia Federal, durante tiroteio ocorrido em novembro de 2010



1.jpg Policiais federais mortos chegam a Manaus em aeronave cedida pelo governo do Estado
15/02/2013 às 17:15

Um grupo de peruanos e brasileiros, denunciado pelo Ministério Público Federal no Amazonas (MPF/AM) por homicídio, tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico, deverá ser julgado pelo Tribunal do Júri da Justiça Federal, em data ainda não agendada. 

Entre os acusados, quatro responderão pela morte dos policiais federais Mauro Lobo e Leonardo Matsunaga Yamaguti, pela tentativa de homicídio contra outros dois agentes da Polícia Federal, durante tiroteio ocorrido em novembro de 2010, no rio Solimões, próximo ao município de Anamã (a 129 quilômetros a oeste de Manaus), além de tráfico de drogas e associação para o tráfico transnacional.

Um dos brasileiros acusados de integrar o grupo irá a julgamento pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. O pronunciamento dos réus foi feito por meio de sentença publicada em maio de 2012. Houve recurso por parte da defesa dos réus ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), que negou o pedido e confirmou o julgamento do caso por júri popular no Amazonas.

O acórdão do tribunal foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) do dia 14 de dezembro de 2012. Como não houve novo recurso, o processo deverá retornar à Justiça Federal no Amazonas em breve para marcação da data do julgamento. 

Tiroteio

O crime de homicídio ocorreu na madrugada do dia 17 de novembro de 2010, quando uma equipe de agentes da Polícia Federal (PF) interceptou embarcação com carregamento de cerca de 300 quilos de pasta-base de cocaína, destinados ao município de Manacapuru (a 84 quilômetros a oeste da capital). Após realizar várias diligências na região, a Polícia Federal identificou os responsáveis pelos fatos, dos quais cinco estão presos em Manaus.

O carregamento da droga, fuzis, munições e carregadores escondidos na mata após o tiroteio também foram localizados e apreendidos. O processo tramita na 4ª Vara Federal no Amazonas, sob o número 3180-76.2011.4.01.3200.

Com informações da assessoria do MPF.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.