Publicidade
Manaus
POLÍCIA

Adolescente de 13 anos suspeito de assaltos é morto a tiros e outro é detido no São José

Segundo a Polícia Militar, jovem foi morto em retaliação da população. Autor do assassinato não foi encontrado 23/02/2019 às 12:40
Show whatsapp image 2019 02 23 at 12.33.24 7595715f 03d9 47fc ab1b d73956a73bfe
Foto: Divulgação
Nicolas Daniel Marreco Manaus (AM)

Um menor de 13 anos foi morto por disparos de arma de fogo outro, de 14 anos, foi detido pela Polícia Militar (PM) na noite de sexta-feira (22), após cometerem roubos em diversas ruas do São José, Zona Leste. Conforme a PM, o adolescente morreu devido em retaliação da população, porém, nenhum responsável pela morte do menino foi encontrado.

A viatura da PM chegou na rua Penetração em torno das 22h30 para atender um acionamento de que pessoas no local estavam agredindo um adolescente de uma dupla de suspeitos de cometerem assaltos na região. O menor, quase linchado pela população, foi encontrado perto de uma feira.

No momento em que dispersaram os agressores, os oficiais ouviram vários disparos e, ao procurar de onde vinham os tiros, encontraram o segundo adolescente suspeito de roubo morto em um terreno baldio, próximo a uma quadra de esportes, na rua Careiro. O Instituto Médico Legal (IML) constatou que o adolescente foi atingido por um tiro no olho esquerdo e outros dois próximos ao pescoço.

Testemunhas disseram aos PMs que o menino foi perseguido por homens não identificados em cima de uma moto. “É provável que seja um justiceiro”, disse um tenente da 9º Companhia Interativa Comunitária (Cicom). À polícia, o jovem que sobreviveu confessou que na mesma noite a dupla realizou vários assaltos com uma arma de fogo pela região.

A PM ainda disse esperar que mais vítimas apresentem queixa na delegacia. Após cuidados médicos, o menor foi encaminhado à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI).

O corpo do menor assassinado foi removido pelo IML. A Delegacia Especializada em Sequestros e Homicídios (DEHS) deve apurar o caso.

Publicidade
Publicidade