Publicidade
Manaus
VIOLÊNCIA

Adolescente de 15 anos é morto quando tentava evitar briga entre pai e vizinho

Revoltados com o crime, moradores da área atearam fogo em um dos carros da família do autor dos tiros identificado como Gilson ‘Barrigudo’ 26/03/2017 às 18:40
Show  ndice
(Foto: Márcio Silva)
Isabelle Valois Manaus (AM)

O adolescente identificado apenas como Petrick de Souza Oliveira foi morto na tarde deste domingo (26) quando tentava evitar uma briga entre pai, Mauro Custódio da Silva, 37, com o vizinho conhecido como Gilson "barrigudo". O caso ocorreu na Travessa Montenegro, Jorge Teixeira 4ª etapa, Zona Leste de Manaus.

De acordo com testemunhas, barrigudo é conhecido na área por cometer vários crimes no bairro. Por conta disso, muitos moradores têm rixa com o suspeito. Logo no início da tarde de hoje, um morador que já havia discutido com barrigudo estava passando em frente à estância da família do suspeito quando foi atingido por uma pedra na cabeça.

Mauro estava caminhando na via e presenciou toda confusão. Como barrigudo foi pra cima do outro vizinho que estava estirado no chão, Mauro se intrometeu impedindo que o suspeito linchasse o outro morador. Os demais moradores acionaram a polícia para evitar um desentendimento maior.

Logo após as viaturas irem embora, Mauro saiu da residência e se esbarrou com o pai de barrigudo, e ambos começaram a discutir. Revoltado com a atitude do vizinho, barrigudo entrou na estância da família e retornou com um revolver. Nisso, o filho de Mauro soube que o pai retornara a discutir. Petrick saiu de casa e foi até a rua com a intenção de levar o pai para dentro de casa.

“Ele segurou nos braços do pai pedindo para ele retornar pra casa, foi nesse meio tempo que o barrigudo saiu da estância armado apontando para o garoto. Ele nem pensou duas vezes, atirou na cabeça do menino e em seguida deu mais dois disparos contra o pai da garoto. Foi assustador”, contou uma vizinha que preferiu não se identificar.

O adolescente morreu na hora. O suspeito, o irmão do suspeito, a mãe e o pai fugiram do local do crime. A população revoltada com o ocorrido pegou um dos carros da família de barrigudo e atearam fogo. Eles ameaçam a incendiar a estância. Por conta disso, os demais inquilinos estão se mudando do local.

Mauro foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o Hospital Pronto Platão Araújo. Os dois tiros o atingiram na barriga e em uma das pernas. O corpo de Petrick foi recolhido e levado ao Instituto Médico Legal (IML) onde aguarda pela identificação da família.

O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Até o momento não se sabe o paradeiro do suspeito a polícia segue em busca.

Publicidade
Publicidade